Cerca de 140 meninos, de oito categorias, participaram da atividade nessa quinta-feira

FUTURO. Olheiro da base do clube gaúcho esteve em Montenegro nessa quinta

A quinta-feira foi repleta de futebol no gramado do Estádio dos Taquarais, no Clube Riograndense, em Montenegro. Em campo, muitos sonhos e talento de sobra. Observados pelo coordenador das categorias de base do Inter, os garotos do Fera passaram por uma espécie de avaliação e buscaram mostrar no campo todas as suas virtudes com (e sem) a bola.

Da Páscoa, Eduardo Arrue e Fábio Klein: parceria entre Fera e Inter

Durante o dia, oito categorias do projeto de Montenegro passaram pelo campo. Meninos dos 9 aos 16 anos de idade vestiram o fardamento, calçaram as chuteiras e entregaram tudo de si dentro das quatro linhas. Olheiro da base do Inter, Eduardo Arrue acompanhou tudo de perto, ao lado dos coordenadores do Fera, Fábio Klein e Eduardo Vercelhese, o Da Páscoa.

Os profissionais afirmam que a atividade não foi um teste para a gurizada, mas sim uma oportunidade para Arrue conhecer os meninos. Cerca de 140 jovens atletas participaram da atividade. “Não considero uma avaliação, porque isso deixa os meninos nervosos, tensos. É uma primeira visita, uma observação, com o intuito de aproximar o Inter do Fera e o Fera do Inter”, ressalta o coordenador das categorias de base do colorado.

A tendência é que mais atividades como essa sejam realizadas em breve. O olheiro do clube gaúcho destaca que os jovens carregam sonhos e têm, em sua maioria, o mesmo objetivo. “Não dá para ser definitivo, ainda mais nesta primeira visita. Nenhum menino vai sair daqui hoje (ontem) jogador de futebol”, complementa Arrue, salientando que, mesmo que algum garoto seja encaminhado para um clube, o caminho é longo até chegar ao elenco profissional.

Deixe seu comentário