Em seu segundo ano no stand up paddle, Murilo da Rosa foi imbatível e conquistou o Campeonato Gaúcho. Fotos: arquivo pessoal

Imbatível. Garoto Murilo da Rosa foi campeão gaúcho de Stand Up Paddle de forma antecipada nesta temporada

Assim como em 2017, o garoto Murilo da Rosa sobrou neste ano. Campeão da Copa União de Stand Up Paddle com uma etapa de antecipação na última temporada, o jovem montenegrino conquistou o título do Campeonato Gaúcho de 2018 sem precisar disputar a última etapa da competição. Aos 15 anos, o atleta da equipe Old West Comauto foi campeão estadual pela categoria Fun Race.

O Campeonato Gaúcho deste ano foi composto por quatro etapas (Torres, Guaíba, São Sebastião do Caí e Imbé). Murilo participou das três primeiras, venceu sem grandes dificuldades e se deu ao luxo de não precisar disputar a etapa final, já que uma das quatro pontuações seria descartada na pontuação final. Com isso, confirmou o título gaúcho de forma antecipada pertinho de casa, nas águas do Rio Caí.

MURILO (à esquerda) foi campeão estadual com uma etapa de antecipação

Além de dominar a competição do Rio Grande do Sul, o atleta também brilhou em Santa Catarina, onde participou de três etapas do Campeonato Catarinense e venceu todas. Porém, como está federado ao RS, não somou pontos no ranking do estado vizinho. Recentemente, em novembro, esteve em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, para disputar um torneio a nível nacional e encerrar o ano com chave de ouro. Confirmando o grande momento, Murilo foi campeão das categorias Race Amador e Júnior.

Apesar do título, a prova em Cabo Frio foi considerada a mais complicada para o garoto nesta temporada. “Essa no Rio de Janeiro foi a mais difícil, o mar estava muito agitado. A exigência era maior em comparação com o Campeonato Gaúcho, já que muitos atletas que enfrentei lá vivem somente do stand up”, ressalta.

São apenas dois anos no esporte, mas os resultados já colocam Murilo entre os principais atletas do Estado na modalidade. Nada é por acaso. O jovem treina incessantemente, sempre buscando evoluir. “Me sinto feliz por vencer todas as provas e ter o reconhecimento dos adversários. Em Santa Catarina, o atleta que ganhava todas as etapas veio falar comigo e me elogiar pelo desempenho que tive lá. Me preparei muito para isso, e ano que vem vou treinar ainda mais”, enfatiza.

Nas duas primeiras temporadas no stand up paddle, o prodígio foi treinado por Sandro Branco e Gisele Motta, que também foram campeões gaúchos neste ano. Entretanto, a parceria de sucesso não terá continuidade em 2019, já que Murilo terá um novo professor a partir do próximo ano. “Com eles (Sandro e Gisele), aprendi a batalhar. Eles me incentivaram muito, me ensinaram muitas técnicas nesse período. Os dois vinham de São Sebastião do Caí para treinar comigo aqui (em Montenegro)”, valoriza.

Título brasileiro é uma das metas para a próxima temporada
O ano de 2019 será cheio de desafios e novidades para Murilo da Rosa. Depois do título gaúcho conquistado neste ano, o garoto quer alçar voos mais altos na próxima temporada. Uma das principais metas do atleta para o ano que se aproxima é a conquista do Campeonato Bra

Mãe Crislaine Fritch admite nervosismo quando o filho compete

sileiro de Stand Up Paddle. A ideia de Murilo é participar das sete etapas do nacional, nas categorias Júnior e Profissional.

No próximo ano, o Brasileiro terá provas no Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Bahia e Santa Catarina (duas etapas). “Meu objetivo principal é ganhar o nacional na categoria Júnior”, projeta o atleta, que defenderá a equipe Kitsul em 2019.

Na nova equipe, Murilo será treinado por Matheus Albernaz, de Porto Alegre. Com o intuito de ser o melhor atleta do país em sua categoria, o atleta de 15 anos terá

Em 2019, o atleta da cidade almeja conquistar o título do Campeonato Brasileiro de SUP na categoria Júnior

uma rotina intensa de treinamentos no próximo ano. “Vou treinar pelo menos cinco vezes por semana. Os treinos serão feitos no Rio Caí, mas em 2019 também vou umas três vezes por mês para Porto Alegre. Acredito que a próxima temporada vai ser muito mais complicada, com mais treinamentos”, frisa.

Os pais acompanham Murilo de perto nas provas. O pai Leonardo da Rosa incentiva com a voz, enquanto a mãe Crislaine Fritch torce de longe. “Ele é um orgulho para nós. Eu vou junto, mas não assisto devido ao nervosismo. Fico roendo as unhas lá fora”, declara a mãe.

Deixe seu comentário