treinadores, escolinha, F-10, futebol, treino
F-10 atende crianças dos seis aos 13 anos de idade. Treinamentos acontecem nas terças, quartas e quintas

Futebol. Trabalho para formar cidadãos e atletas é comandado por dois irmãos

O mês de agosto tem sido de muito trabalho, mas também de comemorações para a F-10 Escolinha de Futebol. Neste mês, o projeto idealizado e comandado pelos irmãos Diego Schons Kayser e Tiago Schons Kayser, e que atende mais de 100 crianças, completou nove anos de sua fundação. Desde seu início, o projeto tem como objetivos principais formar bons cidadãos e atletas, e isso vêm sendo realizado com sucesso.

Diego Schons Kayser, Tiago Schons Kayser, treinadores, escolinha, F-10, futebol
Irmãos Diego e Tiago Kayser comandam projeto que iniciou em Harmonia

A escolinha teve seu pontapé inicial em Harmonia, em uma parceria com a Prefeitura local. Por quatro anos, os treinos foram realizados em Harmonia e Montenegro. Depois, a quadra de society Centrobol, no Centro, sediou as aulas do projeto por três anos. Atualmente, somente o society Planeta Bola, localizado na Timbaúva, recebe a garotada. Os treinamentos acontecem nas terças, quartas e quintas-feiras.

Além dos irmãos Diego e Tiago, quem também tem papel fundamental no andamento da escolinha é a mãe dos treinadores, Tânia Maria Schons Kayser. Formada em Educação Física recentemente, ela acompanha de perto as aulas há um ano, e passa relatórios aos filhos.

“Queremos transformar a escolinha em uma família, e fazer com que eles levem os aprendizados do futebol para a adolescência e a fase adulta. Como eu e meu irmão jogamos desde os cinco anos de idade, buscamos passar nossa experiência para a gurizada”, ressalta Diego.

O trabalho em família vai muito além das quatro linhas. Prova disso são os pré-requisitos necessários para fazer parte da escolinha. “A escolaridade é um dos nossos princípios básicos. Os alunos têm que estar participando da escola e com boas notas. Outro aspecto é a alimentação. Cobramos bastante deles, que comam frutas e evitem refrigerantes. É uma geração que gosta muito de refri e bolacha recheada”, acrescenta o treinador.

Com mais de 100 alunos, o projeto (que não é social) conta com cinco turmas atualmente. Cada jovem tem uma aula por semana. Os treinamentos consistem em coletivos (jogos), parte física, tática e técnica. No dia 16 de setembro, a garotada vai a Capela de Santana disputar um torneio de futsal, no ginásio do Chiquinho, contra a equipe Pé de Gol. “A gente busca fazer um trabalho de disciplina, fomentando a integração social, a coletividade e a amizade entre as crianças”, completa Diego.

Vale destacar que a escolinha não é direcionada apenas para meninos. Entre os mais de 100 alunos, há quatro meninas, e os treinadores esperam que esse número aumente nas próximas semanas.

Sonho de jogar no Grêmio motiva Guilherme

escolinha, F-10, futebol, Guilherme, jogador
O pequeno Guilherme Rambor está na escolinha há sete anos

“Quero ser jogador profissional! Começar a carreira no Grêmio, passar por Real Madrid e Barcelona, e terminar no Grêmio”. A frase ambiciosa é do pequeno Guilherme Rambor, de apenas 13 anos. Ele está na F-10 Escolinha de Futebol há sete anos e joga como lateral-esquerdo, apesar de ser destro.
Nos treinos, ele atua até como goleiro quando necessário, mas tem suas preferências. “Os treinadores ajudam bastante na questão do posicionamento. Quando tem coletivo o tempo todo é o treino que mais gosto. Me inspiro muito no Cristiano Ronaldo, inclusive faço a comemoração dele quando faço gol”, relata.

Deixe seu comentário