Gol de Poio, já no final da partida, sacramentou o 3 a 0 no placar a favor do Chelsea

Resultado mantém o Chelsea na liderança da competição

A busca por reabilitação na Copa Cantegril pelo Casa Bento/+QD+ sofreu um baque na tarde deste sábado, dia 28. Em duelo válido pela nona rodada da competição disputada no Cantegril Clube, a equipe perdeu por 3 a 0 para o Chelsea. Por outro lado, o homônimo do atual campeão da Champions League segue líder – e invicto – no certame.

Sem poder contar com seus goleiros na rodada, o +QD+ entrou em campo com Vinícius de Mello, o Coelho, como guarda-redes. Apesar de ser jogador de linha, atuar no gol não foi novidade para ele. No entanto, o jogo não começou bem para o arqueiro improvisado. Aos oito minutos, Junior Luis da Rosa, o Joia, recebeu a bola livre no centro da área e finalizou com tranquilidade, a bola passou no meio das pernas de Coelho e morreu no fundo do gol, abrindo o placar para o Chelsea.

Pouco depois, o goleiro do +QD+ recebeu amarelo ao chegar atrasado para afastar uma bola. Na cobrança da falta, não houve perigo. Mas logo depois, aos 10 minutos, Alisson Antônio Rodrigues da Silva, que havia dado a assistência para o gol de Joia, recebeu com espaço na entrada da área e bateu firme para colocar o 2 a 0 no placar.

Bem posicionada, defesa do Chelsea dificultou os avanços do +QD+

Com o Chelsea bem posicionado na defesa e apostando em bolas enfiadas e na mobilidade de seus jogadores, o +QD+ pouco conseguiu fazer no primeiro tempo para mudar o placar. A melhor oportunidade do +QD+ descontar ocorreu aos 23 minutos. No lance, Douglas Eduardo de Oliveira bateu falta no canto. O goleiro Anderson Brezezinski estava no lance, mas a bola foi afastada antes de chegar até ele.

Uma das melhores chances de gol do +QD+ surgiu em cobrança de falta

+QD+ pressionou na segunda etapa

O cenário mudou na segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Eduardo Nunes Juliano, o Dudu, ganhou no corpo do seu marcado, girou e bateu para uma boa defesa de Anderson. Aos três minutos, por duas vezes, chutes de fora da área do +QD+ explodiram nos defensores do Chelsea.

Com +QD+ indo para cima, Chelsea teve boas chances em contra-ataques

Mais aberto, o +QD+ deu espaço para contra-ataque. Aos sete minutos, Ian interceptou a bola na intermediária e avançou, batendo cruzando na saída de Coelho. Caprichosamente, a bola bateu na trave. Minutos antes, em lance parecido, Coelho salvou o que seria o terceiro gol do Chelsea ao desviar com o pé chute de Ian. O goleiro improvisado também brilhou aos nove minutos ao defender chute de Ericles Ferreira da Rosa, o Poio.

Apesar dos sustos, o +QD+ não deixou sua estratégia de atacar o Chelsea com tudo. Tanto que dos 14 aos 17 minutos, a equipe criou boas chances de diminuir a vantagem do adversário. Na melhor delas, Dudu recebeu com espaço no meio da área e finalizou com força, mas para fora.

Com as chances perdidas, a máxima do “quem não faz, leva” se fez valer. Aos 18 minutos, após boa troca de passes do Chelsea, Ian foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro e para trás para Poio entrar de frente, dominar e, com tranquilidade, colocar o 3 a 0 no placar.

Mesmo improvisado, Coelho impediu que placar fosse ainda mais elástico

“O time deles tem qualidade. Acho que a gente deixou a desejar bastante na marcação. A hora que deu para fazer um milagrezinho, a gente fez”, comentou Coelho após a partida. Para o atleta, a derrota serve como um alerta ao +QD+, que ainda luta para ingressar no G-4. “A gente começou muito mal o campeonato e a gente fez alguns ajustes, trouxemos alguns reforços e, hoje, é uma equipe super qualificada. Fizemos o máximo, mas agora é pensar no próximo adversário”, ponderou.

Treinador do Chelsea destaca evolução do time

Para Marcelo Garcia, treinador do Chelsea, sua equipe vem demonstrando evolução com o passar do tempo. Ele entende que parte disso ocorre por o time estar disputando outras competições ao mesmo tempo. “(O time) Está pegando liga, sabe? De um (jogador) conhecer e saber (do outro), de ter a tranquilidade quando errar e o outro ajudar”, afirmou.

O técnico acredita que isso é um bom indicativo para o futuro do Chelsea na Copa Cantegril. “Tu tem que estar bem na classificatória. A tendência é tu chegar no mata melhor, bem condicionado e com o grupo fechado”, comentou. Marcelo também ressaltou na crer na mítica do time que vai aos “trancos e barrancos” e ganha moral ao conseguir a classificação. “Tu tem que manter uma regularidade. E a gente está mantendo”, reforçou.

Deixe seu comentário