Gre-Nal desta quarta pode ser o último jogo de Everton (ao centro) pelo Grêmio. Foto: Lucas Uebel / divulgação Grêmio

Decisão. Clássico 426 deve ser o último jogo de Everton pelo Grêmio

Vem aí mais um clássico Gre-Nal! Nesta quarta-feira, o duelo de maior rivalidade no País vale taça. Na Arena – sem público, devido aos protocolos sanitários –, Grêmio e Inter medem forças a partir das 21h30min para definir o campeão do segundo turno do Campeonato Gaúcho e, consequentemente, o adversário do Caxias na grande final do estadual.

O retrospecto recente é favorável aos gremistas. Nos dois clássicos disputados no Gauchão deste ano, duas vitórias do tricolor por 1 a 0, ambas fora de casa. Os maiores clubes do Estado já duelaram na Arena em 2020, em partida válida pela Libertadores da América: empate em 0 a 0. Além da invencibilidade no ano contra o maior rival, o Grêmio acumula oito clássicos sem ser derrotado. A última vitória colorada ocorreu no Brasileirão de 2018.

No lado vermelho, o tabu tem causado incômodo. Na entrevista coletiva após a goleada sobre o Esportivo por 4 a 0 na semifinal, o técnico Eduardo Coudet admitiu que o jejum diante do rival o incomodava muito. O argentino disputou três clássicos na casamata colorada, perdeu dois e empatou um. Para conseguir a primeira vitória sobre o Grêmio no comando do Inter, Coudet aposta na evolução da equipe, que venceu com autoridade seus dois últimos jogos.

Diante do Aimoré, em Alvorada, vitória por 2 a 0 e mais de 20 finalizações. O goleiro Marcelo Lomba não foi exigido nenhuma vez. No último domingo, no retorno ao estádio Beira-Rio, contra o Esportivo, a partida foi resolvida aos 14 minutos, quando a equipe colorada já vencia por 3 a 0 (o time ainda faria mais um gol no segundo tempo).

Se o Inter não teve dificuldades nas semifinais do returno, o Grêmio sofreu para eliminar o Novo Hamburgo. Depois de abrir 2 a 0 em pouco mais de 20 minutos, o tricolor sofreu o empate ainda no primeiro tempo, voltou a ficar em vantagem na etapa final, levou novo empate e só fez o gol da vitória aos 45 minutos, quando Luciano aproveitou vacilo da zaga anilada.

Mesmo que os últimos jogos do Inter tenham sido melhores que os do Grêmio, quando a bola rola, tudo se iguala. Os confrontos entre as duas equipes em 2020 têm sido equilibrados, bem disputados taticamente e decididos no detalhe. Quem vencer fica com o título e encara o Caxias na decisão. Se o clássico terminar empatado nos 90 minutos, os pênaltis decidirão o campeão do segundo turno. O árbitro Leandro Vuaden apita a partida. A partida desta quarta-feira terá VAR.

Como fez melhor campanha na segunda metade do estadual, o Grêmio decide em casa. O tricolor deve ter o retorno do lateral-direito Victor Ferraz para a partida desta quarta-feira. Na outra lateral, o garoto Guilherme Guedes deve ser mantido no time, mesmo que Cortez esteja recuperado. A provável escalação gremista para o Gre-Nal 426 tem Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Guilherme Guedes; Maicon, Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre (Lucas Silva) e Everton; Diego Souza.

O Inter não terá seu lateral-direito titular na Arena. O argentino Saravia foi expulso no final de semana e deve ser o único desfalque do técnico Eduardo Coudet. O provável time colorado tem Marcelo Lomba; Rodinei, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Moisés; Musto, Edenílson, Marcos Guilherme e Boschilia; Thiago Galhardo e Guerrero.

Lateral-direito Rodinei deve ser a única novidade na escalação colorada. Foto: Ricardo Duarte / divulgação Inter

Cebolinha deve fazer sua despedida
Um dos melhores jogadores em atividade no Brasil nas últimas duas temporadas, o atacante Everton Cebolinha deve disputar sua última partida com a camisa do Grêmio nesta quarta-feira. Cobiçado pelo mercado europeu desde 2018, o jogador está de malas prontas para Portugal. A pedido do técnico Jorge Jesus (que deixou o Flamengo recentemente), o Benfica formalizou uma proposta oficial de 22 milhões de euros (aproximadamente R$ 137,7 milhões) por Everton.

A negociação avançou nessa terça-feira, e a tendência é que o atacante de 24 anos embarque nos próximos dias para assinar com o clube português. O Grêmio detém 50% dos direitos econômicos do atleta e negocia com os empresários Gilmar Veloz e Celso Rigo para aumentar essa fatia. Mesmo que a negociação seja sacramentada nesta quarta-feira, Everton deve estar em campo no clássico Gre-Nal.

Deixe seu comentário