reunião, vereador, diretor, Desporto, futebol, basquete, melhorias, quadra
Debate ocorrido na manhã de ontem teve como pauta melhorias nas quadras do município e torneios de futebol

Reunião. Sugestões e dificuldades foram discutidas nesta segunda-feira

O esporte montenegrino segue respirando por aparelhos. O décimo mês de 2017 se aproxima e a cidade ainda não possui um campeonato municipal de futebol onze, apenas os torneios semestrais de futebol sete nos clubes. Competições de futsal e entre bairros no município são planejados pelas autoridades, mas não passa disso. Ontem pela manhã, um novo passo foi dado para colocar em prática as competições e algumas melhorias a serem realizadas na cidade.

Na Câmara de Vereadores, o futebol (de campo e de salão) e o basquete em Montenegro foram os principais temas de uma reunião que ainda tratou sobre melhorias no Parque Centenário e nas quadras dos bairros da cidade. Além do vereador Felipe Kinn Menezes, que propôs o debate, estiveram presentes o diretor de Desporto, Sidnei Souza, e o presidente da União Montenegrina de Ações Comunitárias (Umac), Aírton Quadros.

Desde maio no comando da diretoria de Desporto, Sidnei Souza tem dado ênfase à revitalização do Parque Centenário, local que “mudou de figura” nos últimos meses de acordo com a análise feita pelo vereador Felipe Kinn durante a reunião. Apesar disso, Sidnei lamentou não ter auxílio em seu setor e pediu união das autoridades do Município para colocar em prática as melhorias e os campeonatos sugeridos. “Hoje temos que nos unir para fazer acontecer”, frisou.

Depois de recuperar a cancha de areia e a pista de atletismo do Parque, a diretoria de Desporto trabalha agora para finalizar as melhorias no ginásio Normélio Petry, o Azulão, que deve receber jogos diariamente assim que tiver sua reforma concluída. “Temos um torneio de futsal serrano previsto para o dia 2 de outubro no Azulão”, adiantou Sidnei.

De acordo com o diretor, os principais motivos para a não realização dos campeonatos de futebol onze em Montenegro são os clubes desestimulados e a falta de recursos do município. Não há previsão para o início de torneios de futebol de campo, futsal ou entre bairros, mas a ideia é colocar em prática, no primeiro semestre do próximo ano, uma espécie de “Olimpíada entre os Bairros”, com modalidades e regulamento a serem discutidos. Para isso, uma comissão deve ser feita entre as autoridades do município.

Ainda durante o debate desta segunda-feira, Sidnei Souza revelou que o custo mais alto entre a arbitragem – outro fator que dificulta a realização de campeonatos na cidade – encontra-se justamente no futebol onze e no basquete. Por falar em basquete, o esporte é bastante praticado na cidade, principalmente nas quadras dos bairros São Pedro e São João, além do Parque Centenário.

Nestes locais, a Administração Municipal realizou e ainda realizará melhorias nas próximas semanas, como pintura das quadras e reforma das tabelas/aros. “Temos que pensar daqui para frente”, disse o vereador Felipe Kinn, sobre competições e reformas nas quadras de esportes da cidade.

Deixe seu comentário