Jean Colares (no topo do pódio) voltou com título da sua primeira viagem à Europa Foto: divulgação Academia Guetho Jiu-Jitsu

Artes marciais. Jean Colares disputa o Roma Open neste final de semana

Em seu melhor momento na carreira, o lutador Jean Colares, 28 anos, da academia Guetho Jiu-Jitsu, de Montenegro, viajou nesta semana à Itália, onde disputa o Roma Open, campeonato de jiu-jitsu, nesta sexta e sábado. Jean se credenciou ao vencer a seletiva realizada no Brasil em 2016, na categoria absoluto.

Faixa marrom da modalidade, ele luta jiu-jitsu há dez anos na academia Guetho e é treinado pelo professor e mestre faixa preta Adriano Campos Chagas, 47 anos, proprietário da academia no Vale do Caí. A Guetho Jiu-Jitsu de Montenegro é uma franquia da academia do lutador Gustavo Campos, campeão mundial de jiu.

Esta é a segunda vez que Jean viaja à Europa. Ano passado, o atleta esteve na Inglaterra, onde foi campeão do Londres Open Fall, pela faixa roxa.

Adriano aposta em um grande desempenho de Jean e revela o objetivo da academia caso o atleta obtenha êxito em Roma. “Acredito que ele chegue à final, mas não posso afirmar, porque luta é imprevisível. Queremos colocar o Jean na seletiva de Londres, no ano que vem, para ir ao Grand Slam de Abu Dhabi, maior campeonato de luta agarrada do mundo, também em 2018.”

O lutador de 28 anos viajou sozinho ao país europeu, mas é acompanhado de perto pelo técnico Adriano, que lamenta não poder auxiliar de perto. “Converso o tempo todo com ele, sempre orientando e falando sobre a dieta. Ele está há três semanas sem gastar energia e sabe que não pode. O costume que o Jean tem de me escutar pode ser um adversário a mais, já que não estarei lá. Ele não hesita, é muito concentrado. Executa tudo o que digo”, ressalta.

Confiante devido à preparação física intensa e ao bom momento do atleta, Adriano aposta na qualidade técnica do montenegrino para conquistar o Roma Open. “Ele treinou em outras filiais para não ter sua luta manjada. Buscamos esse material humano diferente. O Jean chega para o torneio no ápice do seu momento. O nível técnico dele é o grande trunfo. Ele está acostumado a competir em alto nível”, enfatiza.

De acordo com o professor de Jean, a disciplina do atleta é outro ponto a favor do lutador. “Ele não bebe, não fuma, não vai para a noite. É um aluno muito dedicado. Atualmente, é o atleta mais talentoso da academia”, enaltece Adriano, prevendo combates complicados para Jean no Roma Open. “São seis lutas previamente definidas e não terá luta fácil. Os adversários são das melhores academias”, afirma.

Adriano Campos Chagas crê em bom desempenho do seu atleta na Itália

Jean vai disputar a competição por peso (76kg) e no absoluto. A pesagem oficial ocorre nesta sexta-feira, dia do início das batalhas. Orgulhoso pelo lutador, o proprietário da academia Guetho em Montenegro tem convicção que Jean vai representar bem a instituição e também a cidade. “Para mim, que sou mestre, é um orgulho muito grande. O Jean é um atleta que se dedica muito. Ele é destemido e totalmente fiel ao nosso escudo”, encerra Adriano.

Deixe seu comentário