D’Alessandro deve voltar ao time hoje à noite. Chileno Felipe Gutiérrez (à esquerda) pode ficar no banco Foto: divulgação Inter / Ricardo Duarte

Copa do Brasil. Colorado terá o apoio da torcida no jogo de ida da quarta fase do torneio. D’Alessandro deve jogar

Garantido nas semifinais do Campeonato Gaúcho após vencer os dois confrontos contra o Cruzeiro-RS, o Inter vira a chave nesta quarta-feira e volta foco para a Copa do Brasil. Hoje à noite, o Colorado mede forças com o Corinthians, às 21h45min, no estádio Beira-Rio, pelo jogo de ida da quarta fase da competição.

O Inter chega para o clássico nacional em um bom momento, talvez o melhor da temporada em termos de rendimento. O técnico Antônio Carlos Zago parece ter encontrado o time ideal com a chegada do polivalente Edenílson, que deu consistência ao meio-campo nas duas partidas disputadas. A única dúvida de Zago para enfrentar o Corinthians é D’Alessandro, que não atuou no último domingo, contra o Cruzeiro-RS, mas deve estar em campo hoje à noite. Caso o capitão colorado não jogue, Roberson deve seguir no time.

Com apenas uma dúvida no time titular, o Inter pode ter uma novidade no banco de reservas nesta quarta-feira. Trata-se do volante chileno Felipe Gutiérrez, recém-contratado pelo clube. Como não foi inscrito no Gauchão, o jogador só pode entrar em campo pela Copa do Brasil e deve ser opção para Antônio Carlos Zago no jogo de hoje.

Nesta temporada, o Corinthians do técnico Fábio Carille possui um estilo de jogo bem definido: a equipe deixa a bola com o adversário e aposta nos contra-ataques, independente do local da partida ou do oponente. Contra o Inter, esta tática, que vem dando certo, deve ser repetida no Beira-Rio.

Devido aos encontros dos últimos anos, principalmente em 2005 e 2009, Inter e Corinthians estabeleceram uma das maiores rivalidades inter-regionais do Brasil. Em 2016, duas vitórias dos paulistas pelo Brasileirão, ambas por 1 a 0. O time gaúcho terá a chance de dar o troco nesses dois confrontos pela Copa do Brasil, já que as duas equipes não se enfrentarão na Série A do Brasileirão este ano, devido ao rebaixamento do Inter para a Série B.

Gaúchos e paulistas chegam ao duelo com um aproveitamento bem semelhante nesta temporada. O colorado disputou 20 jogos, venceu 12, teve cinco empates e três derrotas, tendo um aproveitamento de 68%. Já o timão jogou 18 vezes, tendo 10 vitórias, seis empates e duas derrotas, com 67% de aproveitamento. Porém, enquanto o Inter demonstra ter um ataque mais poderoso, com 37 gols feitos (os alvinegros marcaram somente 19 gols), o Corinthians comprova mais uma vez sua solidez defensiva, tendo sofrido apenas 10 gols (o time de Antônio Carlos Zago sofreu 18) neste ano.

Pedro estará no Beira-Rio empurrando o Inter contra o Corinthians
Foto: arquivo pessoal

Torcedor alerta para a bola aérea adversária
Restam poucos ingressos para o jogo de hoje. A torcida colorada estará presente em grande número para empurrar o Inter diante do Corinthians. Presença confirmada no Beira-Rio esta noite, o colorado Pedro Bergamaschi de Oliveira, 22 anos, vê o Inter em seu melhor momento na temporada e pede para a torcida abraçar o time. “Acho que esse é o melhor momento do Inter no ano e até mesmo em relação ao ano passado. As perspectivas são as melhores e a torcida tem que abraçar o time neste momento de transição.”

O torcedor acredita em um duelo bastante equilibrado no meio-campo, e vê uma boa disputa da sólida zaga do timão contra o eficiente ataque colorado. “Vai ser um jogo muito parelho no meio-campo, com a volta do D’Alessandro, reforçado com a boa resposta que o Edenílson está dando e a qualidade que Jadson e Rodriguinho têm. A defesa deles é muito sólida e vai ter uma boa disputa com Brenner e Nico, que vivem boa fase”, salienta.

Apesar do equilíbrio técnico, Pedro considera o estilo de jogo do Corinthians favorável ao Inter na partida de ida, mas alerta para a bola aérea do adversário. “Acredito que a tática do Corinthians é favorável ao Inter, pois eles não costumam propor o jogo. Para os contra-ataques, será fundamental a cobertura de Edenílson e Uendel, que compõem o tripé do meio-campo com Dourado. Um cuidado que o Inter deve ter, além dos contra-ataques, é com a forte bola aérea deles”, ressalta.

Confiante, o torcedor vê o duelo ideal para o time dar uma resposta à torcida e aposta no trabalho do técnico colorado. “Acho que se tem uma oportunidade para ‘nos vingarmos’ deles, é agora. Não tem outra. O Inter precisa dar uma resposta ao torcedor e nada melhor que o jogo desta quarta para fazer escore e sair com uma boa vantagem. Acredito que o Zago esteja no caminho certo, desde que mantenha o padrão de jogo e não faça invenções”, conclui.

Ficha técnica
Provável escalação do Inter:
Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Edenílson, Uendel e D’Alessandro; Nico López e Brenner. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Provável escalação do Corinthians: Cássio; Fágner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel e Romero; Clayton. Técnico: Fábio Carille.

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa), auxiliado por Luiz Cláudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha, todos do Rio de Janeiro.
Quando: hoje, às 21h45min
Onde: estádio Beira-Rio

AIRTON ressalta que o Inter precisa dar uma resposta à torcida e ao clube no jogo desta noite
Foto: reprodução Facebook

Cônsul colorado considera duelo uma prova de fogo
Quem também deve estar presente no Beira-Rio esta noite é o cônsul do Inter em Montenegro, José Airton Kerber, 56 anos. Lamentando a ausência do goleiro Danilo Fernandes por lesão, ele considera o Corinthians o adversário ideal nesta fase da temporada. “É uma prova de fogo. O time está começando a se encaixar. É bom pegar um time forte para ter uma noção. A grande perda foi o Danilo. Não confio no Marcelo Lomba. Mas, vamos torcer para ele fazer um bom jogo. Não podemos tomar gol em casa”, enfatiza.

Airton vê o time colorado ainda em formação, mas confia na classificação para as oitavas de final. Para isso, considera uma vitória indispensável nesta quarta. “O Inter está em formação, e um time em formação costuma ter altos e baixos. Tomara que façamos uma grande partida esta noite. O Edenílson acertou o time, é um motorzinho. O Corinthians é um time muito difícil de ser batido na casa deles. Por isso, é essencial fazermos um bom resultado em Porto Alegre. O Inter precisa dar uma resposta à torcida e ao clube, e este duelo parece ser um bom momento para isso”, finaliza.

Deixe seu comentário