Felipe Gutiérrez, Chile, Inter, reforço, meio-campo
Felipe Gutiérrez deve desembarcar em Porto Alegre nos próximos dias. Foto: AP Foto/Luis Hidalgo

No final da manhã desta segunda-feira, o Bétis, da Espanha, aceitou a proposta de empréstimo do Inter pelo meio-campista chileno Felipe Gutiérrez, de 26 anos. Ainda no início desta semana, o empresário do atleta virá a Porto Alegre para acertar o salário e a forma de pagamento caso o clube gaúcho tenha a intenção de comprar o passe do jogador futuramente.

Volante de origem, Gutiérrez também pode desempenhar outras funções do meio-campo. Ele deve desembarcar em Porto Alegre nesta semana para assinar contrato de empréstimo por uma temporada. Campeão da Copa América com a Seleção Chilena em 2015, o jogador será o quinto estrangeiro do grupo colorado. Atualmente, o Inter conta com Victor Cuesta, Seijas, D’Alessandro e Nico López.

Além do chileno, o Inter negocia com o também volante Edenílson, que teve passagens por Caxias e Corinthians no Brasil e atualmente defende as cores do Genoa, da Itália. Campeão mundial com o time paulista em 2012, o jogador também atua como lateral-direito.

Dentro das quatro linhas, o Inter volta a jogar pelo Campeonato Gaúcho nesta quarta-feira. No Estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, a equipe recebe o Cruzeiro, às 21h45min, pela 11ª e última rodada da fase classificatória. Classificado para as quartas de final, que iniciam no final de semana, o time de Antônio Carlos Zago busca os três pontos e uma combinação de resultados para ter a possibilidade de fazer o jogo de volta do mata-mata em casa.

Vale lembrar que o jogo desta quarta não é no Beira-Rio devido à uma punição que o Inter sofreu após a briga das torcidas organizadas em Veranópolis, na partida de estreia.

Cônsul do Inter na cidade, José Airton Kerber vê a direção colorada fazendo um bom início de trabalho, elogia as contratações e comemora o retorno de D’Alessandro ao clube. “Marcelo Medeiros (presidente) está fazendo o que pode. Ele pegou o clube em uma situação financeira complicada e vem fazendo um bom trabalho. A maioria das contratações foi acertada, principalmente Uendel, Carlinhos, Roberson e Victor Cuesta. O resgate do D’Ale foi o principal reforço. Ele tem uma força dentro do vestiário impressionante”, enaltece.

Apesar de apostar suas fichas no trabalho de Zago no comando técnico do Inter, José Airton, assim como grande maioria da torcida, discorda da titularidade do zagueiro Paulão, mas vê evolução na equipe em comparação com 2016. “Melhorou muita coisa. Ano passado não havia nenhum movimento tático. Os dois gols que marcamos no Gre-Nal foram com bola trabalhada. Isso é treinamento. A saída de bola ainda tem que corrigir, e isso só acontecerá quando Paulão sair do time. Não tem mais clima para ele jogar no Inter”, salienta o cônsul.

Deixe seu comentário