Montenegrino Gian (com a bola) busca o título estadual com o União de Rondonópolis

Decisão. Cuiabá está em vantagem, mas montenegrino confia em virada

O final de semana será repleto de decisões dos campeonatos estaduais por todo o Brasil. Aqui no Rio Grande do Sul, tem Grêmio e Ypiranga disputando o título gaúcho. Em São Paulo, Palmeiras e São Paulo decidem o Paulistão. No Rio, o clássico Fla-Flu define o campeão estadual deste ano. E em Mato Grosso, Cuiabá e União de Rondonópolis disputam o título do Campeonato Mato-Grossense, sábado, dia 2, às 15h30min.

Enquanto o Cuiabá, que representa o estado na Série A do Brasileirão, tem o favoritismo por ter vencido o primeiro jogo por 3 a 2 e atuar em casa, o União busca surpreender o rival para levantar a taça. Um dos destaques do União de Rondonópolis no estadual é o meia-atacante Giancarlo Gonçalves, o Gian. Camisa 10 do time, o montenegrino de 22 anos vem se destacando como garçom da equipe e confia na virada do União na partida decisiva.

Gian chegou ao clube mato-grossense no final de 2021. Em novembro, disputou a Copa FMF com o União e ajudou a equipe a conquistar o título. O contrato curto logo expirou. Porém, em janeiro deste ano, o atleta montenegrino recebeu uma proposta para disputar o Campeonato Mato-Grossense e a Copa do Brasil com o União Rondonópolis. Ele aceitou e assinou o novo vínculo até o final de 2022.

No torneio nacional, o União de Rondonópolis foi eliminado pelo Atlético-GO. No estadual, a equipe vem fazendo grande campanha e decide o título com o Cuiabá neste sábado. Em bom momento, Gian só ficou de fora de um compromisso da equipe na competição. “Tenho evoluído bastante, me sinto melhor em campo a cada jogo, ganhando confiança para jogar. Estou recebendo oportunidades e tentando aproveitá-las da melhor forma. Essa sequência de jogos é importante para o jogador”, exalta.

O atleta de 22 anos vem atuando como ponta esquerda no estadual. Pronto para a decisão contra o Cuiabá, Gian confia na virada e no título do União. “Já jogamos contra eles duas vezes, conhecemos o adversário. É um time bem qualificado, sabemos que vai ser difícil, ainda mais que o jogo é na casa deles, mas não é impossível. Já mostramos que podemos reverter o placar e ser campeões”, declara.

A preparação nesta semana que antecede a decisão tem sido bastante produtiva, garante Gian. “Estamos trabalhando bastante, o treinador nos passou os erros do último jogo para a gente corrigir e não cometer esses erros novamente. Vamos (à Arena Pantanal) para jogar de igual pra igual, como foi na nossa casa”, complementa.

Atleta analisa os duelos contra equipes da Série A
Em 2022, Gian já enfrentou duas equipes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro (Cuiabá, duas vezes, e Atlético-GO). Nesses confrontos, o atleta nascido em Montenegro percebeu algumas diferenças em comparação com os demais times do campeonato estadual.

Além da qualidade técnica e física, o jogador cita outros aspectos que tornam esses times mais difíceis de serem enfrentados. “As equipes da Série A têm mais estrutura para oferecer ao jogador e deixá-lo em condições melhores de jogo. Acho que a paciência para trabalhar a bola e saber que uma hora ela vai entrar, e a confiança para executar uma jogada, são outros diferenciais desses times”, relata.

Para a decisão deste sábado, Gian acredita que a intensidade e a velocidade são armas que podem ser exploradas pelo União. “O Cuiabá é uma equipe que joga e também deixa o adversário jogador. Eles têm jogadores de meio-campo que jogam muito bem com a bola, mas não tem tanta característica de marcação. Como o jogo é na Arena Pantanal, que tem um campo maior e melhor, acho que teremos mais liberdade para jogar se conseguirmos colocar intensidade e acelerar o jogo”, analisa.

Mesmo com contrato até o final do ano com o União, Gian deve fazer sua última partida pelo clube neste sábado. Com propostas de equipes das séries B e D, ele afirma que só vai decidir seu futuro após a decisão do estadual. “Ainda não decidi para onde vou. Quero estar com a cabeça 100% focada na final”, completa.

Deixe seu comentário