Amauri (à esquerda) comemora o primeiro gol do Ellite, um dos times mais vitoriosos da competição, na semifinal

Grêmio Gaúcho. Tradicional equipe não deu chances ao atual pentacampeão

Um dos times mais vitoriosos do Grêmio Gaúcho, o Ellite está garantido, mais uma vez, na finalíssima da Série Ouro do campeonato de futebol sete do clube. Depois de ser goleado pelo Peludos FC na decisão do último semestre, a tradicional equipe se impôs sobre o rival e deu o troco neste sábado, 8, em partida válida pela semifinal da Copa Agrogauer.

Com a categórica vitória por 3 a 0 sobre o atual pentacampeão do clube, o Ellite avançou para a decisão e enfrentará o JDN na disputa do título. Na primeira semifinal da tarde, o JDN venceu o Trans Brothers no apagar das luzes e confirmou sua vaga na final. Em um duelo movimentado, com muitas oportunidades para os dois times, o JDN só conseguiu marcar o gol da classificação aos 23 minutos da etapa final (nas semifinais, cada tempo de jogo tem 25 minutos), com Wesley Matheus.

Nos últimos cinco campeonatos, Ellite e JDN bateram na trave na final. Com o Peludos dominando a competição por quase três anos, o Ellite foi vice-campeão três vezes e o JDN ficou com a segunda colocação em duas oportunidades nesse período. Agora, os dois times se enfrentam pelo título da Série Ouro, em uma final inédita.
Peludos e Ellite entraram em campo já sabendo quem enfrentariam na decisão caso avançassem. A primeira chance foi da equipe de branco e amarelo. Aos quatro minutos, Júlio César da Motta saiu na cara do goleiro Marcelo Gabriel, que salvou seu time no reflexo. Aos 13, a resposta do Peludos. O atacante Diego Logue brigou contra a marcação, conseguiu o giro e bateu de canhota, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

Melhor na etapa inicial, o Ellite perdeu grande chance aos 17 minutos. Dudu Nunes fez jogada individual pelo meio e tocou para Júlio da Motta. Livre e sem goleiro, o jogador demorou para finalizar e foi bloqueado pela defesa. No minuto seguinte, William de Melo chutou de dentro da área, mas parou em Marcelo Gabriel, grande nome dos primeiros 25 minutos.

Felipe não deu espaço para o artilheiro Diego Logue. Time do Peludos foi anulado pelo Ellite no sábado

O Peludos sentiu o desfalque de Lindomar Machado e abusou dos erros de passe na primeira etapa. Apático em campo, o time errou mais do que está acostumado e criou poucas chances para marcar. No início do segundo tempo, a superioridade do Ellite se transformou em gols. Aos seis, o defensor Amauri Vieira, que teve atuação infeliz na decisão do semestre passado, abriu o caminho da vitória para o Ellite. Sem marcação, o jogador avançou pela direita e chutou forte, sem chances para Marcelo Gabriel.

Um minuto depois, o Peludos teve boa oportunidade para empatar, em falta frontal. Júlio César Machado cobrou e o goleiro Marcelo Mendel espalmou. No contra-ataque, o xará do meia do Peludos, Júlio César da Motta, bateu cruzado, a bola beijou a trave e morreu no fundo do gol. O Ellite ficava muito perto da classificação.

Em desvantagem, o Peludos se jogou para o ataque e deixou espaços na defesa. Aos 15, Júlio César da Motta aproveitou esse espaço, ganhou da marcação e soltou uma bomba de canhota, estufando a rede adversária. Um golaço. Sem forças para reagir, o Peludos ainda tentou o gol de honra. Aos 18, Lucas Pacheco parou no goleiro Marcelo Mendel.

Cinco minutos mais tarde, Diego Logue chutou colocado e a bola carimbou a trave. No rebote, Cleomar dos Santos finalizou consciente e a bola parou na trave novamente. Esse lance deixou claro que não era o dia do Peludos. Classificação merecida do Ellite, que chega à decisão com a melhor campanha da Série Ouro.
A final acontece no próximo sábado, 15.

Deixe seu comentário