Meio-campista Patrick é um dos estreantes do lado colorado no clássico. Foto: Ricardo Duarte / divulgação Inter

Campeonato Gaúcho. Uso da tecnologia é a grande novidade do Gre-Nal

Vem aí mais um clássico Gre-Nal. Cheio de mistérios, personagens e curiosidades, como todos os duelos anteriores entre os maiores clubes do Estado. Porém, o Gre-Nal 413, que será disputado neste domingo, no estádio Beira-Rio, tem um ingrediente a mais do que os últimos clássicos. Pela primeira vez na história do confronto, o árbitro de vídeo será utilizado. A partida inicia às 17h e é válida pela última rodada da fase classificatória do Campeonato Gaúcho.

Dos dois lados, dúvidas na escalação. O principal mistério colorado está no ataque. Os atacantes William Pottker e Leandro Damião têm remotas chances de estar em campo. No gol, Marcelo Lomba deve seguir como titular, mesmo que Danilo Fernandes tenha condições de atuar. No lado tricolor, as dúvidas são Arthur e Luan. O primeiro retornou ao time na quarta-feira, entrando em campo nos minutos finais do segundo tempo. Já Luan está em recuperação de um edema na coxa e corre contra o tempo para jogar o clássico.

Como o último Gre-Nal foi disputado há um ano (empate em 2 a 2 na Arena pelo Gauchão), os times terão vários estreantes em clássico neste domingo. O Inter deve ter pelo menos oito novidades no time titular. Da provável escalação, apenas Rodrigo Dourado, D’Alessandro e Nico López já disputaram o Gre-Nal. Já o Grêmio tem uma equipe mais “experiente” em clássicos. Apenas Madson, Cortez, Cícero e Jael devem estrear no maior confronto do País.
Do último jogo entre as duas equipes, os quatro jogadores que balançaram as redes no confronto já deixaram a dupla. Na casamata, o Grêmio manteve o ídolo Renato Portaluppi. Por outro lado, Odair Hellmann estreia no clássico como técnico efetivo do Inter.

Kannemann, Geromel, Grêmio, clássico, Gauchão, futebol
Geromel e Kannemann formam a dupla de zaga gremista no Gre-Nal 413. Foto: Lucas Uebel / divulgação Grêmio

A expectativa de colorados e gremistas é grande para clássico 413. Dos dois lados, muita ansiedade e confiança. O tricolor Cristhian Becker Oliveira acredita em uma vitória mesmo no estádio do rival. “Vamos ‘mais ou menos’ para o Gre-Nal. Vai ser parelho. Tem as dúvidas do Luan e do Arthur, acredito que eles iniciam no banco. Mas, acho que vamos ganhar, pois o setor defensivo do Inter não é bom”, argumenta.

O colorado Leonardo Freitas vê o coirmão em um melhor momento, mas confia em uma vitória do Inter no domingo. “Temos boas possibilidades. O trabalho iniciado pelo Odair é bom, a metodologia de trabalho é muito boa. O time tenta tocar mais a bola e ter a posse, vejo uma evolução. É o maior clássico do País e geralmente são sempre jogos difíceis, independente do momento de cada time. Hoje, o Grêmio vive um momento melhor pelos títulos recentes, mas é um jogo aberto”, destaca.

A opção pelo uso do árbitro de vídeo no clássico pela primeira vez na história é acertada, de acordo com os dois torcedores. “Acho bom (o árbitro de vídeo). Na Recopa, o investimento já foi justificado, deu resultado”, opina Cristhian. “Acho que é positivo. Há vários esportes que usam essa tecnologia e conseguem diminuir praticamente 100% dos erros. Claro que no futebol existe muito a questão interpretativa, mas acredito que o ‘VAR’ vem para ajudar”, salienta Leonardo.

Na tabela de classificação, os rivais estão separados por cinco pontos e, se a primeira fase terminasse hoje, voltariam a se enfrentar nas quartas de final, já que o Inter é o líder e o Grêmio está na 8ª colocação. Mesmo com problemas durante toda a semana no serviço de ingressos para o clássico, a expectativa é de casa cheia no Beira-Rio neste domingo.

A provável escalação colorada para o Gre-Nal 413 tem Marcelo Lomba; Dudu, Klaus, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Roger. Já a equipe gremista deve entrar em campo com Marcelo Grohe; Madson, Geromel, Kannemann e Cortez; Jaílson, Maicon, Ramiro, Cícero (Luan) e Everton; Jael.

Metodologia de trabalho de Odair anima torcedor colorado
O nome de Odair Hellmann não era unanimidade pelos torcedores do Inter quando o clube iniciou a busca por um novo treinador em novembro de 2017. Entretanto, a escolha da direção vem se mostrando acertada neste início de temporada. Com a mesma base do ano passado, o Inter tem um estilo de jogo bem diferente do que foi visto no Beira-Rio nos últimos dois anos.

Com pouco mais de dois meses de trabalho, Odair Hellmann substituiu os balões dos zagueiros por passes curtos, e a distância entre os setores foi transformada em aproximação e triangulação pelo novo comandante, que conhece o clube como poucos depois de atuar por várias temporadas como auxiliar técnico. “A direção tomou a atitude certa em escolhê-lo como treinador e ter a percepção de que ele estava pronto. O Odair tem uma boa relação com os jogadores, e isso facilita o seu trabalho”, ressalta o torcedor Leonardo Freitas.

Mesmo que o time não tenha feito boas atuações em 2017, a manutenção da base é outro acerto da direção, segundo Leonardo. “Gostei muito disso, fazia tempo que isso não acontecia no clube. O fato de manter a base para esse ano é importante, acho que esse é o caminho para retomarmos as conquistas”, completa.

Deixe seu comentário