Ellite se sagrou tetracampeão no Grêmio Gaúcho na categoria Força Livre

Futebol sete. Pela Série Prata, Unidos superou o Os Restos e ficou com a taça

Um dos times mais tradicionais do campeonato de futebol sete do Grêmio Gaúcho, o Ellite voltou a conquistar o título da Série Ouro no último sábado, 18. Em final disputada contra o Trans Brothers, o Ellite saiu atrás do placar, mas mostrou poder de reação e virou a partida, sagrando-se tetracampeão no clube com uma vitória por 3 a 2. Magnus de Paula, Felipe Quevedo e Pedro Almeida marcaram os gols da equipe campeã. Na Série Prata, o título ficou com o Unidos/DEC Empr., que superou o Os Restos na decisão e levantou a taça do certame do segundo semestre.

No jogo mais aguardado da tarde, o Trans Brothers começou melhor. Nos primeiros sete minutos, o goleiro Magno Mello, o Mag, já havia feito duas grandes defesas. A resposta do Ellite veio aos 10, com Naiel Damião. Ele avançou pela esquerda e chutou forte, mas o goleiro Luis Fernando salvou.

Tradicional equipe comemorou muito a conquista do torneio do segundo semestre

Aos 16 minutos, Claiton dos Santos cruzou pela direita e encontrou o atacante André Augustin, que bateu de primeira e abriu o placar para o TB. Porém, a reação do Ellite foi imediata. No minuto seguinte, Lucas Fritzen fez grande jogada na linha de fundo e encontrou Magnus de Paula, o Blau, que, livre na área, só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol.

A seis segundos do término da primeira etapa, Felipe Quevedo arriscou de longe, a bola sofreu um leve desvio no meio do caminho e morreu no cantinho esquerdo de Luis Fernando, que não pode fazer nada. Virada do Ellite. No banco de reservas, os atletas suplentes do Ellite jogavam junto com os titulares, orientando e motivando quem estava no campo a todo o momento. A cada dividida ganha, todos vibravam.

No início do segundo tempo, logo no primeiro minuto, o Ellite quase ampliou. Em grande jogada coletiva, Júlio César da Motta recebeu no pivô e escorou para Felipe Quevedo, que chegou batendo, mas a bola subiu demais. Depois disso, o Trans Brothers partiu para o ataque em busca do empate, mas não encontrava espaços para finalizar. O Ellite se defendia bem, e ainda levava perigo nos contra-ataques. E foi assim que encaminhou o título.

Aos 12 minutos, Inácio Neis ganhou a bola no campo de ataque, carregou pela ponta direita e rolou para o meio. Pedro Almeida apareceu livre e bateu forte para ampliar a vantagem do time. Aos 18, Inácio exigiu boa defesa do goleiro Luis Fernando. Em chute forte da intermediária, o arqueiro do TB se esticou para espalmar. Buscando administrar a vantagem, o técnico do Ellite, Gustavo Flores, recorreu ao atacante Lucas Fritzen, que teve papel fundamental para segurar a bola no campo ofensivo.

O Trans Brothers perdeu grande oportunidade de descontar aos 20 minutos. Após chute desviado, a bola sobrou para Claiton dos Santos. Na frente do goleiro Mag, o jogador do TB chutou mascado e Mag segurou firme. Três minutos mais tarde, André Augustin recebeu a bola no pivô, girou sobre a marcação e finalizou no ângulo, marcando um belo gol, porém insuficiente. O Ellite se defendeu bem nos últimos dois minutos e comemorou seu quarto título na Série Ouro da categoria Força Livre.

O treinador da equipe campeã valoriza o título e enaltece a superação do Ellite na reta final da competição. “Conseguimos encaixar nosso jogo nas rodadas finais. Sabíamos que, para chegar à final e ser campeão, teríamos adversários muito fortes. Pegamos o Expulsos do Bar, atual campeão, na semifinal, e ganhamos. E a gente sabia que hoje (sábado) seria muito difícil e teríamos que fazer, de novo, a melhor partida do campeonato, como foi na semifinal. A marcação e a superação dessa galera, não tem palavras. Eles correram e se doaram muito nesse campeonato”, exalta Gustavo Flores.

Unidos conquista a Série Prata
Vice-campeão da Série Ouro no semestre anterior, o Unidos/DEC Empr. não conseguiu chegar às fases decisivas da disputa principal no certame do segundo semestre. Porém, deu a volta por cima e levantou a taça da Série Prata no último sábado, com uma vitória de virada contra o Os Restos. O placar da decisão foi aberto aos 15 minutos do primeiro tempo, com Felipe de Souza. Após o gol do Os Restos, o Unidos cresceu na partida e dominou as ações do confronto.

Unidos venceu o Os Restos na decisão da Série Prata

Aos 21 minutos, Marcelo de Oliveira empatou a partida, em cobrança de pênalti. Logo aos dois minutos da etapa final, Bruno Ascari recebeu ótimo passe de Keiterson da Motta e finalizou de primeira para colocar o Unidos em vantagem. O Os Restos partiu para o tudo ou nada, Diogo Esteves fechou o gol, e nos segundos finais da partida, Bruno Ascari puxou contra-ataque, bateu na saída do goleiro e sacramentou o título do Unidos: 3 a 1.

Deixe seu comentário