Os campos do Grêmio Gaúcho receberam melhorias nos primeiros meses do ano

Revitalização. Diretoria investiu R$ 30.500,00 nas reformas da sede

Um dos clubes mais tradicionais de Montenegro, o Grêmio Gaúcho está de cara nova. De dezembro de 2018 para cá, diretoria e funcionários se uniram para colocar a mão na massa e realizar uma série de reparos, a fim de oferecer melhores condições aos associados. A recuperação do gramado sintético, instalação de placares eletrônicos nos dois campos e a construção de novas casamatas são algumas das melhorias realizadas pelo clube para este ano.

Funcionária do clube, Ana Marilda acredita que reformas oferecem maior conforto aos associados

Os atletas que disputam o campeonato de futebol sete já puderam perceber as novidades no último sábado, quando iniciou a competição do primeiro semestre. Porém, a manutenção do campo sintético só foi concluída nesta quinta-feira. Após 13 anos, os sócios terão um gramado artificial praticamente novo para jogar futebol. “Foi feita toda a limpeza do sintético e passamos a máquina também para recuperar. Com essa manutenção, o campo sintético terá mais cinco ou seis anos em boa qualidade”, destaca o presidente do Grêmio Gaúcho, Ricardo Oliveira.

A diretoria do clube investiu R$ 30.500,00 nas reformas dos dois campos, incluindo as novas casamatas, recuperação dos vestiários, pinturas das traves e novos jogos de redes. “A imagem do clube tem que ser bem vista para quem está de fora. É gratificante para nós, olhar no olho do sócio e ver a alegria dele. Eles vêem que o dinheiro da mensalidade está sendo justificado. A recuperação do gramado sintético também vai ajudar a aumentar a qualidade técnica do campeonato. Antes, nenhuma equipe queria jogar no sintético”, ressalta Luciano Barreto, vice-presidente do clube.

A ideia de renovar o gramado sintético partiu de Pedro Luciano de Oliveira, sócio do clube há 32 anos. “Sou vizinho de um campo de society e eles fizeram uma limpeza na grama de lá. Peguei um pedaço do gramado para usar de tapete na frente de casa, minha esposa deu uma batida para limpar e ficou ‘novo’. Aí dei a ideia de fazer aqui”, conta. A participação de Luciano na recuperação do gramado evidencia a importância do sócio para o clube.

Gramado sintético do clube recebeu sua primeira manutenção em 13 anos após sugestão de sócio

Para Ana Marilda Oliveira, funcionária do Grêmio há oito anos, as mudanças dão maior conforto para os associados. “Sem eles, não temos o nosso serviço. Os atletas notaram que o campo melhorou, que está maior. Eles se sentirem bem é o melhor para nós”, aponta.

Alves José da Motta, funcionário há 27 anos, concorda com Ana e afirma que essas foram as maiores reformas desde que chegou ao clube. “É muito importante, trabalhamos para os sócios. Nosso foco é seguir realizando melhorias em prol dos associados”, reforça.

As obras já foram postas à prova: no sábado passado, 16, o Grêmio Gaúcho teve a utilização dos placares eletrônicos em todas as partidas, jogos com o gramado sintético renovado e o uso das novas casamatas para melhor conforto dos jogadores durante os confrontos da primeira rodada do campeonato de futebol sete.

Deixe seu comentário