Partida foi bastante brigada e com ambas as defesas atuando com firmeza

Duelo entre o líder e o então terceiro colocado terminou num 1 a 1

O empate em 1 a 1 entre Chelsea e Jamaicanos pela Série A do campeonato de futebol sete do Cantegril na tarde deste sábado, dia 7, foi bastante brigado e gritado. Ao fim dos 40 minutos de bola rolando, as equipes terminaram em igualdade numa partida marcada por faltas, discussões e boas atuações dos goleiros Vitor Alex Teixeira, do Chelsea, e Lucas Flores, do Jamaicanos.

Bastante pegada, a partida teve sua primeira falta assinalada quando o cronômetro sequer marcava um minuto de jogo. O lance a favor do Chelsea acabou sendo desperdiçado. Desperdício também define o lance aos dois minutos, quando Edilson Jonathan de Matos Silva, do Chelsea, recebeu a bola livre na área, mas se complicou no domínio e entregou a bola nas mãos de Lucas Flores.

O primeiro cartão do jogo surgiu aos seis minutos. O zagueiro do Chelsea Cesar Augusto de Lima Ferreira foi punido com o amarelo por carrinho na intermediária. Logo depois, foi a vez de Vitor Alex brilhar. O goleiro tocou para fora chute cruzado de Gabriel de Oliveira.

A partida seguiu mais brigada e gritada do que jogada durante todo o primeiro tempo. Enquanto que as chances criadas pelo Chelsea explodiram na defesa do adversário ou foram para fora – a última delas sendo em falta no último lance do primeiro tempo que resultou em cartão amarelo para Jeferson Regla Koetz, do Jamaicanos –, as do Jamaicanos pararam em intervenções de Vitor Alex.

Durante o intervalo, reclamação excessiva para com a arbitragem rendeu um cartão amarelo para Ian Mateus Martins da Silva, do Chelsea. Com quatro minutos de bola rolando, quando o jogo estava parado para atendimento de dois atletas, foi a vez de Bruno da Silveira Esteves receber amarelo por reclamação.

Logo depois, aos sete minutos, saiu o primeiro gol da partida. Uma indecisão na zaga do Jamaicanos deu tempo de o ataque do Chelsea acionar Edilson, que entrou pela esquerda e bateu na saída do goleiro Lucas Flores. Atrás no placar, o Jamaicanos botou a bola no chão e foi para cima do adversário.

Edilson abriu o placar para o Chelsea aos sete minutos do segundo tempo

A insistência da equipe deu resultado aos 15 minutos, quando, numa bela jogada, Gabriel de Oliveira tocou para Gabriel Flores, que fuzilou na saída do goleiro e botou a igualdade no placar. Aos 17 minutos, o Jamaicanos quase virou: uma boa troca de passes resultou numa finalização de Gabriel de Oliveira que foi tirada em cima da linha pelo goleiro Vitor Alex.

Jamaicanos demonstrou poder de reação com gol marcado por Gabriel Flores

A quase virada pareceu acordar o Chelsea, que criou boas chances nos minutos finais da partida. Na melhor delas, Ian virou a bola para Edilson, que entrou livre na área e bateu em cima de Lucas Flores, que fechou o ângulo de atacante adversário.

Pegada, a partida terminou com mais um amarelo. Mateus Lino de Oliveira, do Chelsea, foi punido no último minuto de jogo por excesso de força numa disputa de bola que deixou Lucas Guilherme Birnfeld sangrando pelo nariz.

Enquanto que o Jamaicanos teve contra o Chelsea sua última partida do primeiro turno da competição, o líder do campeonato volta a campo no quarta-feira, dia 11, para um duelo atrasado contra o vice-líder 21 de Julho. A partida está marcada para as 20h.

Empate foi bom, avaliam treinadores

Marcelo Garcia ressaltou que já esperava jogo aguerrido

Passado o calor da partida, os treinadores do Chelsea, Marcelo Garcia, e do Jamaicanos, Felipe Lottermann de Oliveira, analisaram a partida sobre sua ótica e concordaram que o empate foi um bom resultado. “A gente teve bastante chances e fizemos um, mas está bom. Se tirar a média do jogo, está bom”, afirmou Marcelo. “A gente sabia que ia ser um jogo difícil, então é um ponto para a gente comemorar, que dá a manutenção nossa no ‘G4’”, comentou Felipe.

O treinador do Chelsea ressaltou que as partidas contra o Jamaicanos costumam ser bastante aguerridas e lamentou não poder ter contado com o grupo completo para a disputa. Marcelo avaliou que o resultado – que mantém o Chelsea na liderança da competição – está dentro do planejado da equipe, que é se classificar bem dentro do “G4”. “A gente não foca em ser primeiro, a gente que estar entre os quatro, figurar lá. A gente tme que estar naquele bolo, que é, geralmente, o bolo que está com vantagem e isso ajuda muito nos matas”, observou.

Felipe disse saber que duelo seria difícil

Manter-se entre os quatro primeiros na fase classificatória da competição também é o grande objetivo do Jamaicanos nessa primeira fase do campeonato. “Esse é o nosso campeonato: se manter no ‘G4’ para, lá na frente, pensar num campeonato depois de classificado”, reforçou Felipe. O treinador do Jamaicanos salientou, ainda, que a equipe vem projetando jogo a jogo e sempre encarado a partida da rodada como a mais importante.

Resultados da rodada
Série A

Vila Sapo 0 x 2 Peludos FC
Cosmos 0 x 3 21 de Julho
Jamaicanos 1 x 1 Chelsea
Casa Bento/+QD+ 3 x 1 Ajax/Ótica Rönnau/Celtic

Série B
Mercenários 0 x 0 Atlético Montenegro
Olympique Montenegro 2 x 0 Universitáriu’s
Cramulhão 3 x 1 Spartha Chopp

Sênior
Barks 2 x 1 21 de Julho
DMF/MData Informática 1 x 0 Turma dos Entas

Deixe seu comentário