Keep Calm, vôlei, equipe, Montenegro, grupo
Recentemente, a equipe Keep Calm venceu torneios de vôlei misto disaputados em Santos Reis e Pareci Novo. Foto: Cláudia Wallauer / divulgação

Keep Calm. Formado há oito meses, time misto da cidade vem fazendo bonito

Em inglês, Keep Calm and Smile significa “fique calmo e sorria”. Esse é justamente o lema da equipe montenegrina de vôlei misto que leva no nome suas principais características dentro da quadra. Além da qualidade dos atletas, a tranquilidade e a alegria estão presentes em todos os treinamentos e torneios de que o time participa. Criado em abril deste ano, o Keep Calm and Smile já disputou 12 torneios e conquistou quatro títulos.

Tudo começou há oito meses, quando a paulista Sueli Micheloni, 46 anos, resolveu unir homens e mulheres para construir um time misto de voleibol. Com o apoio diário do marido Francisco Nessy, 57, o grupo foi formado, denominado Keep Calm and Smile e logo todos já estavam uniformizados com as cores alvinegras do novo time. No dia 23 de abril, a equipe participou de seu primeiro torneio, em Salvador do Sul.

Natural de São Paulo, Sueli já morou em Curitiba e reside há seis anos em Montenegro. Desde que chegou ao Vale do Caí, já ouviu muito sobre a vitoriosa equipe da Frangosul que a cidade teve nas décadas de 80 e 90. Porém, Sueli não encontrou em evidência o esporte que levou o nome do município para todo o Brasil.

Keep Calm, vôlei, equipe, Sueli, Francisco
Sueli e Francisco têm papel fundamental no crescimento da equipe

A partir disso, convidou a turma que joga no ginásio Taninão e formou o Keep Calm and Smile. Além disso, a jogadora também atua pelo Sem Controle, time feminino da cidade. “O vôlei tem que ter incentivo, ficou muito tempo parado aqui em Montenegro. Sempre ouvi muito do vôlei daqui, e quando cheguei não tinha nada”, lamenta.

No próximo domingo, o desafio do Keep Calm é em Gramado, no (provável) último torneio da equipe neste ano. “Estamos com 30 quilos de galeto guardados desses torneios, que não deu para assar ainda. O nome do time foi escolhido porque o vôlei é um esporte que demanda calma e, nos campeonatos, os árbitros dizem que nunca viram um time que se diverte tanto na quadra”, ressalta Sueli.

O crescimento do grupo não fica restrito aos números. Mesmo que não jogue, o marido de Sueli, Francisco, destaca o entrosamento da equipe. “É bonito de ver o grupo jogar. Eles estão se construindo juntos, têm muito entrosamento”, enaltece.

Em janeiro de 2018, o Keep Calm terá um novo uniforme. Atualmente, o grupo conta com nove atletas, sendo quatro homens e cinco mulheres. “Os treinadores são os próprios atletas. Treinamos sempre que podemos”, completa Sueli.

Deixe seu comentário