Daniel Costa, André Luís de Souza, presidência, ATM, AMEC, mudança
Daniel Costa será o coordenador técnico da AMEC, enquanto que André Luís de Souza assume a presidência

Novidades. Associação da cidade vai abranger outras áreas neste ano

O ano de 2018 mal começou e a Associação dos Tenistas de Montenegro (ATM) já está cheia de novidades. A começar pelo nome da entidade, que agora é denominada Associação Montenegrina de Esporte e Cultura (AMEC). A diretoria alterou a nomenclatura devido à mudança da razão social da associação que, a partir deste ano, vai abranger outras áreas. Outra alteração está na gerência. Nesta temporada, o presidente será André Luís de Souza, substituindo Daniel Costa.

O ex-mandatário vai exercer neste ano a função de coordenador técnico de projetos da associação que, além do tênis, vai trabalhar com iniciativas culturais e de outros esportes. “Vamos trabalhar bastante neste ano para captar os recursos necessários e dar início aos projetos. O André é meu braço direito, nas horas boas e ruins”, frisa Daniel.

Os recursos citados pelo coordenador técnico da AMEC são dos projetos Educando Através do Tênis e Musicando Vidas, que devem iniciar na segunda metade de 2018. Recentemente aprovado pela Lei Rouanet, o projeto cultural Musicando Vidas terá duração de um ano e será realizado em três escolas públicas de Montenegro, com os instrumentos flauta doce, violão e violino. Ao todo, a associação almeja atender a 90 alunos de 10 a 14 anos no contraturno escolar.

Já o projeto Educando Através do Tênis foi aprovado em meados de 2017 e está em fase de captação de recursos desde então. A ideia inicial da diretoria era começar o projeto em março deste ano. No entanto, a associação não conseguiu captar a verba necessária.

Tenista e corretor de imóveis, o novo dirigente da AMEC era o vice-presidente da ATM desde outubro de 2013, quando a associação foi criada. Entusiasmado com a nova função, André Souza destaca o desejo da entidade em dar sequência aos projetos sociais. “Por ser o vice, venho acompanhando toda a trajetória da ATM, desde sua criação. Sempre foi um anseio grande da diretoria criar projetos sociais e demos partida no tênis. A expectativa é muito boa para este ano”, ressalta.

Vale lembrar que a ATM não vai deixar de existir com a alteração da nomenclatura. A partir deste ano, a associação faz parte da AMEC. O torneio Qualify de 2018, que classifica os tenistas para o Ranking, deve começar no mês de março. Principal competição do tênis na cidade, o Ranking tem início previsto para a segunda quinzena de abril.

Deixe seu comentário