Marili teve uma vida toda ligada aos armazéns e mini-mercados familiares

empresária foi a escolhida no segmento EMPRESARIAL

Marili Mombach Friedrich costuma dizer que praticamente nasceu no armazém dos pais, por isso, desde muito cedo pegou gosto pela vida dentro de mercado. Formada em Ciências Contábeis, a empresária conta que escolheu a faculdade para poder assumir a função de contabilidade do Supermercado Mombach, uma empresa familiar que tem três lojas e é exclusivamente montenegrina. Foi com apenas dois anos de idade que Marili veio de Salvador do Sul e nunca mais foi embora. O armazém da família foi crescendo aos poucos e hoje conta com cerca de 180 funcionários.

Na familia Mombach, a importância do trabalho é ensinada desde cedo e agora Marili consegue ver os benefícios. “Eu tive toda uma vida ligada a vendas, armazém ou mini mercado. É com o que eu convivi a vida toda, é o que eu sei fazer e faço até agora. Hoje, na experiência que tenho, vejo que não foi ruim, muito pelo contrário, me fez cada vez crescer mais. Dessa mesma forma eu fiz com os meus filhos. Considero o que está acontecendo agora comigo fruto de tudo”, afirma. “De manhã íamos para o colégio, de tarde até umas horas tinha que fazer o tema para depois ir para o mercado. Sempre tivemos divisão de tarefas. Classificávamos os ovos, de primeira, segunda, terceira, enfim. Empacotar também era nossos serviço. A gente teve uma infância de brincadeira, de arte, mas sempre trabalhando”, relembra.

Com 16 anos, Marili já ajudava os pais no supermercado, tanto que teve que começar a estudar no período da noite. Quando seu pai faleceu, a empresária relembra que ela, os filhos e sua mãe já estavam à frente do negócio. Em contrapartida, quando seu irmão faleceu, há 12 anos, o peso foi indescritível. “Foi um baque. Eu não tinha gerência em cima da parte comercial, eu cuidava do administrativo. Foi um susto bastante grande porque eu não pude me preparar para assumir a parte dele. Para mim esse período foi muito difícil, muito mesmo, mas o que me motivou a continuar foi a minha mãe”, desabafa. A partir daí, Marili buscou a renovação das lojas, investiu e modernizou.

Atualmente com três filiais em Montenegro, Marili não descarta possibilidade de levar o Mombach também para fora da cidade. “Já tivemos oportunidade, mas ainda não nos sentíamos grandes o suficiente para ter uma unidade de supermercado fora da cidade. O pessoal nos busca, somos muito conhecidos”, pontua.
Marili opina que a transparência da empresa ajudou na hora da votação que levou ao prêmio. “Acredito que tenha sido por sermos uma empresa de Montenegro, que cresceu aqui dentro, investe aqui. Uma empresa que busca o melhor para o funcionário, administra para o bem de todos”, finaliza.

Deixe seu comentário