Brasil foi o campeão da última Copa América disputada no país, há 30 anos. Conmebol / Divulgação

Seleção venceu as quatro edições da Copa América realizadas no Brasil

A Copa América já foi disputada quatro vezes no Brasil e a Seleção Brasileira venceu todas. Depois de 30 anos, a principal competição de seleções da América do Sul volta ao país e a equipe Canarinho entra em campo com a cobrança de repetir os feitos de 1919, 1922, 1949 e 1989. Em todas essas edições, o Brasil levantou a taça.

Depois de ser eliminado da Copa do Mundo, o time comandado por Tite, que agora perdeu Neymar, a estrela do Paris Saint-Germain, está sob pressão. Na última Copa América, disputada nos Estados Unidos em 2016, a Seleção Brasileira foi eliminada logo na fase de grupos.

A próxima vitória do Brasil na Copa América será a 100ª no torneio. Em seu histórico, a seleção tem 178 jogos disputados, 99 vitórias, 35 empates e 44 derrotas e detém o recorde de gols em uma única edição do torneio continental, com 46 gols marcados em 1949.

Já se passaram 12 anos desde o último título do Brasil e, nesta edição, o time pretende fazer os torcedores brasileiros vibrarem novamente, com a conquista de seu nono troféu na história do torneio. A seleção brasileira estreará no dia 14 de junho, contra a Bolívia, no jogo de abertura, que será disputado no estádio do Morumbi, em São Paulo.

Troféu é rotativo. Conmebol / Divulgação

Competição teve apenas dois troféus
O troféu da Copa América é rotativo e, ao longo de 45 edições da competição, em somente uma oportunidade houve outro. Não há nenhum critério que defina que a taça possa ficar em definitivo com alguma seleção. O troféu mais antigo foi produzido entre 1916 e 1917 pela joalheria e relojoaria Casa Escasany, em Buenos Aires, encomendado pelo Ministério das Relações Exteriores da Argentina para ser doado à Conmebol.

A Copa América é feita de prata e sua base de madeira com as placas dos países campeões foi adicionada em 1979, na edição vencida pelo Paraguai.
O segundo troféu foi produzido para a Copa América Centenário, em 2016. Projetado pela Epico Studios, ele foi fabricado pela inglesa Thomas Lyte em metal, com acabamento interno de prata e banhado a ouro em sua parte externa. O Chile, campeão, ficou com ele.

A mais antiga do mundo

A Copa América é a competição entre seleções mais antiga do mundo. A primeira edição aconteceu em 1910, mas não teve um caráter oficial. Foi na comemoração do centenário da Argentina que aconteceu a primeira disputa, envolvendo o país anfitrião, Brasil, Uruguai e Chile. O Uruguai foi o campeão.

Até 1967, o torneio foi chamado de Campeonato Sul-Americano de Seleções. Na sua 30ª edição, em 1975, a competição passou a se chamar Copa América. Mudou também a forma de disputa, que antes era por pontos corridos. Ela passou a ter uma fase classificatória com as seleções distribuídas por grupos, seguida de fases eliminatórias.

As seleções de fora da América do Sul passaram a ser convidadas a partir de 1993. Estados Unidos e México foram os primeiros e, em 2016, excepcionalmente, foram convidadas seis seleções para o torneio nos Estados Unidos. Além do selecionado americano, participaram as seleções da Costa Rita, Haiti, Jamaica, México e Panamá.

Algumas curiosidades

 Até este ano, 18 países terão participado da Copa América. Da Conmebol foram Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Uruguai, Peru e Venezuela. Já da Concacaf foram México (10 vezes), Costa Rita (cinco), Estados Unidos (quatro), Jamaica (duas), Haiti (uma), Honduras (uma) e Panamá (uma). Já da AFC, Japão em 1999 e esse ano a seleção do Catar.

 A maior goleada aconteceu em 1942, no Uruguai, quando a Argentina aplicou 12 a 0 no Equador.

 Quem mais marcou em todas as edições foi a Argentina, com 455 gols. Já em uma única edição, a disputada em 1949, o Brasil tem o recorde com 46 gols.

 Na história da Copa América, um brasileiro divide a artilharia com um argentino. Zizinho disputou seis edições e marcou 17 gols para o Brasil. Já Norberto Méndez precisou de três edições para marcar o mesmo número de gols para a Argentina.

 O maior número de gols marcados em uma única edição foi nove. Atingiram essa marca Jair da Rosa Pinto, do Brasil, em 1949; Humberto Maschio, da Argentina, em 1975; e Javier Ambrois, do Uruguai, também em 1975.

 Já o Uruguai é o país que tem o maior número de títulos. No total, foram 15. Logo atrás vem a Argentina, com 14 conquistas. O Brasil aparece em terceiro, com apenas oito títulos, seguido de Paraguai, Chile e Peru, todos com dois títulos. Os demais campeões têm apenas um título.

Deixe seu comentário