Márcio Menezes PSDB

A participação do povo nas decisões é algo que precisamos resgatar em Montenegro. Ouvir a comunidade, dando a devida importância à sua participação e estimulando a se fazer presente, é importantíssimo para um melhor desenvolvimento da nossa cidade.

O modelo atual, empregado em Montenegro, na grande maioria das audiências públicas, vai na contramão do interesse em ter a comunidade participando. Ora, realizar reuniões e audiências durante o expediente comercial é sinônimo de pouca aderência e presença, por parte da comunidade.

Isso precisa ser revisto, já que o prefeito é um empregado do povo e, para tal, tem o dever e a obrigação de ouvi-lo, gerando as condições adequadas para que as pessoas possam estar presentes.
O primeiro passo para isso é o Orçamento Participativo.

Para quem não conhece, o Orçamento Participativo nada mais é que um mecanismo de democratização da política orçamentária, com o objetivo de reunir as pessoas da comunidade em assembleias públicas, nas quais o povo tem a possibilidade de elaborar propostas de acordo com as suas necessidades primordiais, avaliar a gestão municipal e deliberar sobre as aplicações de recursos públicos.

Cabe ressaltar que os dirigentes executam a vontade popular e/ou analisam a sua influência, antes da tomada de decisões.
Não só podemos fazer isso, como é nossa obrigação na qualidade de gestor, afinal, assumimos o compromisso de governar para todos e não para poucos ou pequenos grupos seletos da comunidade.

É necessário levar os debates para dentro das comunidades, através da parceria e boa relação do executivo com as associações de bairro. Pode-se criar uma ‘Sala de Debates’ itinerante, que visite todos os bairros através de cronogramas organizados, tornando a relação da comunidade local muito mais próxima à prefeitura.

Dá pra fazer, basta querer! E é essa a nossa vontade, se tivermos a oportunidade de sermos o representante do povo a partir de 2021. Colocaremos em prática uma gestão séria, transparente e, principalmente, com os pés no chão, para melhor perceber e compreender os problemas da nossa cidade.

Deixe seu comentário