Versão digital valerá como o documento físico. FOTO: TER-GO/REPRODUÇÃO

A tecnologia terá um papel importante nas eleições deste ano. No próximo dia 15, o eleitor que não estiver com o título eleitoral em mãos, ou mesmo com um documento oficial com foto, pode votar usando o aplicativo e-Título, funcionalidade importante para limitar o manuseio de documentos físicos no contexto de pandemia.

Atualizado recentemente para este pleito, o aplicativo desenvolvido pela Justiça Eleitoral passou a apresentar a foto do eleitor e pode ser usado como documento oficial para votar. Tal funcionalidade está disponível somente para quem realizou o cadastramento biométrico. Outras mudanças foram feitas para oferecer maior proteção aos dados do usuário. O documento digital exigirá, por exemplo, a resposta do eleitor a uma série de perguntas; e apenas as pessoas que responderem com sucesso a esse desafio poderão usar o aplicativo e suas funcionalidades. Há também a necessidade de criação de senha de acesso do eleitor ao app.

Entre outras vantagens do uso do e-Título pelo eleitor, estão ainda as de emitir as certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais, que estarão disponíveis a qualquer momento. O app também informa o endereço do local de votação e fornece informações sobre a situação eleitoral. O e-Título pode ser baixado gratuitamente nas lojas on-line Google Play e AppStore. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomenda que os eleitores baixem o aplicativo com a maior antecedência possível ao dia das Eleições Municipais 2020. Com mais tempo para utilizar a interface do aplicativo, o eleitor estará mais seguro e apto para usá-lo no dia da votação.

Deixe seu comentário