Cancha precisa de muitas melhorias, e tradicionalistas assumiram esta missão

A atitude no lugar de indignação improdutiva garante que Montenegro volte a ter um rodeio campeiro no Parque Centenário. Nesta semana, o Grupo Pró Tradicionalista finalizou a programação, e na terça-feira, dia 11, inicia a divulgação. Além das provas de tiro de laço e gineteada, nos dias 13, 14 e 15 de março (sexta a domingo), haverá bailes no Pavilhão de Eventos. Em cada um, pelo  menos dois conjuntos animarão o fandango. O primeiro nome divulgado é do Timbre Gaúcho.

Maninho, Oliveira e demais integrantes do Grupo realizam reforma com as próprias mãos

Serão distribuídos cerca de R$ 30 mil em premiações para mais de 150 competidores, sendo os principais uma motocicleta e um reboque para transporte de cavalo, novos. As inscrições devem ser feitas na hora, com valores variando entre as diversas modalidades competitivas. Para todas prendas e peões da categoria Mirim (até 12 anos) haverá ‘medalha de incentivo à cultura’.

Mas antes da festa vem o trabalho duro, e a comissão organizadora tem arremangado as mangas da camisa diariamente. O Grupo trabalha lado a lado com o Piquete de Laçadores da Amizade realizando consertos na cancha de rodeio. Os empresários Manoel Silveira Fortes, o “Maninho”, e Edival Lopes de Oliveira, explicam que todos os palanques da cerca estão sendo trocados.

Parte da madeira do ‘brete’ também será substituída, assim como o abrigo aos ‘breteiros’ reconstruído. A casa do locutor está em pedaços devido ao abandono, tendo sofrido vandalismo e furtos. A Prefeitura de Montenegro autorizou a utilização do Parque e garantiu melhorias na infraestrutura de acesso, água, luz e liberação dos novos banheiros.

Grupo tomou iniciativa, mas quer todos irmanados
O Grupo Pró Tradicionalista é apolítico, popular e independente. Ele surgiu no 20 de Setembro de 2019, quando protestaram contra a ausência dos cavalarianos, desfilando a pé pela Ramiro Barcelos e levando os arreios sob um caminhão. Todavia, não pararam neste ato, se organizando para fazer acontecer aquilo que desejavam à Cultura montenegrina.

Cabine do locutor e dos jurados está praticamente destruída

Com patrocínio de cidadãos e empresas, e apoio da Prefeitura, a retomada do rodeio é apenas o primeiro passo. No horizonte está a Semana Farroupilha, novamente centralizada no Parque, oferecendo programação cultural, acampamento, bailes e um grande Desfile Farroupilha. “Estamos trabalhando para levantar novamente o tradicionalismo, que está morto”, declarou Maninho.

Apesar da iniciativa quase isolada, o Grupo conclama todos em torno de retomada da cultura gaúcha na cidade. “O que a gente busca é o apoio de todas as entidades tradicionalistas de Montenegro”, declarou Oliveira, ao revelar que a 15º Região Tradicionalista (RT) está ao lado do Grupo.

Exames e vacinas por preço reduzido
Será exigida apresentação da Guia de Transporte Animal (GTA), expedida pela Inspetoria Veterinária do Estado mediante comprovação de vacina contra Influenza (gripe) e exames com negativa para doença do Mormo e da Anemia. Para ajudar os donos de caginetes, o Pró Tradicionalista chamou o grupo Amigos do Cavalo para ser mais um parceiro do rodeio.

Palanques em volta da cancha estão sendo trocados

Então, nos dias 28 e 29 de fevereiro e 1º de março será realizado um mutirão de exames e vacina. Para evitar a circulação dos animais por longa distância, a cidade foi dividida em regiões, e cada proprietário deve se deslocar ao ponto de ação em sua região. O cronograma pode ser verificado com os organizadores.

Os três procedimentos terão custo de R$ 120,00, muito abaixo da média de R$ 250,00 cobrado normalmente. Um dos Amigos, Paulo Schneider, explica que este preço é possível devido ao volume de procedimentos, com os animais reunidos em locais únicos. Ele reitera que somente cavalos inscritos na Inspetoria serão atendidos.

O caso dos Amigos é outro daqueles que, ao invés de se

Foto: Divulgação

queixar, foram em busca de solução. Schneider concorda que precisava alguém para organizar os interessados. Inclusive, já preparam a 1ª Semana do Equino de Montenegro, quando, além de debates e orientações, uma nova sessão de exames e vacina será oferecida. Nos planos está alcançar o serviço de forma gratuita aos profissionais carroceiros. “Queremos eliminar a hipótese de ter a doença (Mormo) em Montenegro”, decretou.

Deixe seu comentário