Alerta partiu do vereador Felipe Kinn da Silva (MDB)

FELIPE KINN (MDB) entende que o prefeito Kadu Müller está gastando demais com suas viagens até Brasília e pede providências

Depois de fazer um levantamento das despesas do Município com as viagens do prefeito Kadu Müller a Brasília, o vereador Felipe Kinn da Silva (MDB) resolveu reclamar. Em postagem divulgada esta semana em seu perfil no Facebook, o representante da oposição afirma que estes valores “superam o necessário”. Por isso, pede que a mesa diretora tome providências.

A convicção de que os gastos estão altos demais é fruto de uma pesquisa no portal Transparência da Prefeitura. “Em quatro viagens a Brasília, o prefeito gastou o equivalente a R$ 21,691,95, sendo que, no relatório de agenda, esteve visitando diversos gabinetes de deputados federais gaúchos. Todos têm seus gabinetes de trabalho aqui no Rio Grande do Sul, principalmente em Porto Alegre”, afirma. Segundo o legislador, demandas que podem ser resolvidas na capital não deveriam motivar idas a Brasília.

Felipe observa que a crise nas finanças enfrentada pelo Município requer medidas de contenção de custos. “Temos que cortar na carne, eliminar despesas muitas vezes desnecessárias”, sustenta.

O vereador pede que a mesa diretora da Câmara recomende ao Executivo Municipal reduzir os valores das diárias do prefeito e dos secretários municipais, em viagens dentro e fora do Estado do Rio Grande do Sul. Da mesma forma, propõe que sejam reduzidas as diárias pagas aos vereadores em suas atividades fora de Montenegro.

Aircraft, airplane windows. Vector illustration

Para a Administração Municipal, as diárias do prefeito não podem ser analisadas com base apenas no valor, mas a partir da relação custo-benefício. Em junho, como resposta a um pedido de informações formulado pela Câmara, Kadu já havia feito este esclarecimento. Desde 14 de setembro de 2017, quando assumiu o cargo, ele fez 13 viagens à capital federal. Em algumas dessas peregrinações, foi acompanhado pelo chefe de Gabinete, Rafael Riffel, e a gerente de Contratos e Convênios, Cleusa Marca.

Neste período, de acordo com a secretaria municipal da Fazenda, o investimento em diárias foi de R$ 78.247,08. Já as despesas com passagens aéreas somaram R$ 27.561,31. Em contrapartida, o Município obteve a liberação de repasses e de emendas parlamentares que já somaram R$ 4.137.836,00. Significa que, para cada R$ 1,00 investido nos deslocamentos (diárias mais passagens), foram conquistados R$ 39,00.

Segundo a Administração, quando vai à capital, Kadu não visita apenas deputados e senadores, mas também ministérios e outros órgãos públicos. “E cabe ressaltar que, em Brasília, são tratados, também, a liberação de recursos de contratos assinados, prorrogações de prazos de vigência, entre outros assuntos de interesse do Município”, conclui o prefeito.

Deixe seu comentário