Sentindo fortes dores no peito, o vereador Talis Ferreira (PR) passou mal na sede da Câmara de Vereadores, há pouco. Ele desmaiou e foi socorrido pelo colega Valdeci Alves de Castro e pelo assessor de comunicação Sílvio Kael, que o conduziram ao Hospital Montenegro, onde está recebendo atendimento.

Sua presença na sessão desta noite, em que será avaliada a admissibilidade do processo de impeachment do prefeito Luiz Américo Alves Aldana, ainda é dúvida.

Para que o processo de cassação seja instalado são necessários os votos de sete, dos 10 vereadores.

Deixe seu comentário