Três das principais concessionárias da cidade registraram aumento nas vendas de 2018

Os montenegrinos têm comprado mais carros novos. Dados da Associação Brasileira dos Distribuidores apontam um crescimento de 14,89% nos emplacamentos de veículos no município. De janeiro a julho de 2018, o número de vendidos chegou a 625. No mesmo período de 2017, ele foi de 544, sinalizando recuperação da economia após um período de retração.

O dado local acompanha os números nacionais. No país, como um todo, o crescimento no ano, até julho, foi de 14,9% em comparação com 2017. Só em julho, foram 217.509 unidades comercializadas, sendo o melhor resultado para o mês desde 2015, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Em Montenegro, marcas com concessionárias locais se destacaram nas vendas. Foram 235 volkswagen’s; 105 ford’s; e 102 chevrolet’s vendidos no período – todos com crescimento. A loja da Fiat, por sua vez, comercializou 84, diante de 103 do ano passado, mas projeta crescer no segundo semestre. Toyota, Nissan, Mercedes Benz, Citroën, Kia, Lifan, Land Rover, Honda, Jeep, Troler, Mitsubishi, Peugeot, Renault e Hyundai também são listadas como compradas por montenegrinos.

“É, mesmo, o melhor momento da marca”, diz gerente da Comauto

Tiago Rambo, gerente da loja local da Volkswagen

De janeiro a julho, o crescimento da Comauto – concessionária Volkswagen instalada na cidade – foi de 51,61%, sendo a de maior destaque do município. Gerente da loja, Tiago Rambo destaca que este é o melhor momento da marca, que expandiu seu portfólio e apresentou cerca de 20 lançamentos nos últimos três anos. Para ele, a origem alemã da Volks ainda é valorizada pelo consumidor local, que, em grande parte, também é de origem germânica.

Além do fator histórico, Tiago destaca uma mudança de comportamento no cliente e na empresa. “O pessoal vem buscando muito a novidade e o design. A Volkswagen demorou um pouco a ter essa percepção de pensar além da tecnologia do carro. Agora, com os novos produtos chegando, a gente já está vendo um novo consumidor”, aponta. “Um portfólio grande consegue ‘atacar’ a todos.”

Igor Castilhos, gerente da loja local da Chevrolet

“O cliente chega mais preparado na loja”, avalia gerente da Sinoscar
O índice de vendas na Sinoscar, com os emplacamentos dos carros da Chevrolet (GM), cresceu 10,86% de janeiro a julho. O gerente, Igor Castilhos, destaca ainda que, em termos de faturamento, o crescimento foi de quase 25%, apontando para um consumidor que, hoje, se permite adquirir um modelo de valor mais elevado.

Igor indica que, a partir de 2014, foram três anos com queda nas vendas e, após um 2017 estável, a recuperação começou em 2018. Com o investimento da marca em novas tecnologias para os produtos, o dirigente verifica que os clientes chegam à concessionária mais preparados atualmente. “Ele já pesquisa antes nas redes sociais e em sites especializados. Então, a gente fica meio a mercê disso e precisa trabalhar o atendimento e a boa relação”, coloca o gerente da concessionária.

“A Fiat está procurando a inovação da marca”, aponta gerente da Betiolo

Geison Kunrath, gerente da concessionária local Fiat

A Betiolo – concessionária Fiat instalada no município – apresentou saldo negativo no período analisado. Apesar da diminuição de 18,44% nas vendas de janeiro a julho, o gerente Geison Kunrath está confiante em uma boa melhoria para o segundo semestre de 2018. Isso devido à diversificação do portfólio da marca. “A Fiat está em uma crescente, mudando a tecnologia dos carros e procurando a inovação. Já estamos atraindo os mais jovens”, destaca.

No período analisado, ele explica que os primeiros meses do ano apresentaram baixas devido à época de férias. Uma recuperação vem sendo verificada já desde abril, impulsionada por diferentes fatores da economia. Geison aponta, ainda, que a busca do consumidor local tem sido pelo custo-benefício. Em tempos de crise, o cliente tem buscado carros que não gastam tanto combustível.

“Estamos projetando crescimento”, comemora gerente da Brenner

Marco Antônio Brenner, gerente da loja local da Ford

Os carros Ford são comercializados pela concessionária Brenner na cidade. E os números do período são bons. Sendo a segunda marca de maior destaque no município, o crescimento comparado a 2017 foi de 19,31%. Foram 105 carros vendidos neste ano, contra 88 em 2017. O gerente, Marco Antônio Brenner, já projeta um crescimento ainda maior.

Especializada na marca, Marco Antônio aponta que a loja sentiu de forma diferente o impacto das mudanças na dinâmica de mercado com a crise econômica. “Se teve uma baixa, mas foi o tempo de reação para adequar o estoque” coloca. O dirigente explica que são feitas projeções e que, a partir delas, que são alinhados os números de veículos a serem buscados na fábrica. Segundo ele, a melhoria em 2018 é clara.

Cliente busca tecnologia em prol da segurança
É consenso entre os vendedores locais que a percepção do cliente sobre o que buscar em um veículo vem mudando. É dado mais valor aos carros equipados com diferentes tecnologias em prol da segurança. Itens como o rastreamento do bem pelo celular ou o bloqueio da direção em ocorrência de assalto vêm ganhando o mercado e sendo comercializados como um importante diferencial.

A gangorra entre os novos e os seminovos
As quatro principais concessionárias da cidade, além de comercializarem os carros zero, também trabalham com os seminovos. E no período de retração da economia, foram justamente os usados que equilibraram as vendas nos estabelecimentos. Como define o gerente da Sinoscar, Igor Castilhos, a lógica é representada por uma gangorra. “Quando os semi estão em alta, os novos dão uma parada. E assim vai”, coloca. Hoje, o mercado local de seminovos apresenta estabilização, com o destaque dado aos lançamentos.

Agricultores impulsionam o comércio local
Uma das principais atividades em Montenegro, o agronegócio, tem destaque especial na fatia dos compradores de carros no município. Contando com descontos especiais para o segmento, a busca principal é pelas picapes – veículos de maior porte e preparados para carregar a família, para as atividades nas propriedades e para enfrentar as estradas da região. Para este ano, com a Expointer, já é previsto uma intensificação nas promoções, com o aumento das vendas para os agricultores da região.

Conheça ALGUNS Dos mais PROCURADOS PELOS MONTENEGRINOS

Deixe seu comentário