Região tem na Saúde o melhor desempenho. FOTO: Arquivo/Jornal Ibiá

Idese. Corede ocupa 10ª posição em ranking, com índice subindo de 0,769 para 0,777

Num universo de 28 regiões separadas pelo Governo do Estado em Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), o Vale do Caí ocupa a 10ª posição no ranking do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) do Rio Grande do Sul. Os dados foram divulgados na última semana pela secretaria estadual de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), por meio do Departamento de Economia e Estatística. O estudo divulgado traz dados de 2018 e 2017, bem como revisa dados de 2016 até 2013.

O Idese é um índice que tem por objetivo medir o grau de desenvolvimento dos Municípios gaúchos, a partir de aspectos quantitativos e qualitativos quanto ao desenvolvimento em Educação, Renda e Saúde. “Identificar os problemas e apontar caminhos para o Rio Grande do Sul. O Idese contribui para isso. Ter conhecimento de seus indicadores permite que se estabeleçam ações mais focadas, voltadas à melhoria das condições de vida da população”, destacou o secretário estadual de Planejamento, Governança e Gestão, Claudio Gastal.

O Corede Vale do Caí é considerado de médio desenvolvimento socioeconômico, atingindo indicador de 0,777 em 2018. O índice de 2017 foi medido como sendo de 0,769. A região tem seu principal destaque na Saúde, onde ocupa a sétima posição estadual no índice de 2018 – uma posição a mais do que ocupava em 2014 e em 2016 e o mesmo índice de 2017. Em 2015, o Vale do Caí ficou na nona posição estadual no bloco da Saúde.

O pior desempenho da região é no bloco da Educação, onde hoje ocupa a 13ª posição entre os Coredes. Em 2017, o Vale do Caí ocupava a 19ª posição nesse indicador. Por outro lado, a região ocupou a 12ª posição entre os Coredes em Educação em 2016.

Na Renda, o Vale do Caí ocupa o 10ª lugar no índice entre os Coredes. Em 2014, 2015 e 2017, a região era a nona colocada nesse bloco. No ano de 2016 registrou-se o pior momento do Corede nesse indicador: 13º lugar entre as 28 regiões do Estado.

Entre as 497 cidades gaúchas, nenhuma delas apresentou nível baixo de desenvolvimento socioeconômico quando medido pelo Idese. A grande maioria dos Municípios do Rio Grande do Sul são considerados de desenvolvimento médio, com seu índice ficando entre 0,500 e 0,799. São considerados de alto desenvolvimento socioeconômico os Municípios com índice acima de 0,800.

No Vale do Caí, apenas Tupandi (Idese de 0,829) e Barão (Idese de 0,812) encaixam-se como de alto desenvolvimento. Os dados completos por região e por Município podem ser acessados pelo site http://visualiza.dee.planejamento.rs.gov.br/idese/.

Deixe seu comentário