Evento reúne 372 expositores de todo o País, e até de fora, no Centro de Eventos da Fiergs, em Porto Alegre

Em três dias, Convenção deve reunir 48 mil pessoas ligadas à cadeia do abastecimento

Muitas novidades; estandes superproduzidos oferecendo comes e bebes; marcas famosas do público e outras que ainda não chegaram às prateleiras montenegrinas. A 38ª edição da Convenção Gaúcha de Supermercados, a Expoagas, é tudo isso e mais um pouco. O evento teve início na última terça-feira, dia 20, e se encerra hoje, como uma verdadeira vitrine do setor supermercadista gaúcho. Reúne, ali, indústrias, varejistas, empresários e prestadores de serviço para apresentar novas tendências e fechar parcerias de peso.

A Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), que organiza a Convenção, espera encerrar essa edição com nada menos que R$ 520 milhões em negociações entre visitantes e os 372 expositores de todo o País, e até de fora, que vem lotando o Centro de Eventos da Fiergs, em Porto Alegre, nestes três dias. E ao lado de diversas marcas, como Santa Clara, Aurora, Havaianas, Marquespan e Fruki, muitos empresários do Vale do Caí também estão presentes. E em ambos os lados das mesas de negociação.

Cristina Metz, Gabriela Kenzel e Neimar Gossler. Frutas Metz e Donato Melancias são dobradinha

“Nós viemos nos primeiros anos focando em novos clientes. Depois acabou que a feira se tornou um espaço para conversar com nosso público, coisa que a gente não consegue hoje em dia, na correria”, destaca a expositora Cristina Metz. Há oito anos, ela representa a distribuidora de frutas da família, de Harmonia, com um estande na Expoagas. Mais uma vez, faz isso em parceria com a caiense Donato Melancias, com quem divide o espaço. E para roubar a atenção do público, o estande foi todo decorado com belas esculturas feitas com frutas e que deram um show à parte.

Equipe dos Supermercados Mombach é presença garantida, todos os anos, na busca por novos negócios. Meta, nesta edição, é a busca por novos maquinários

No lado dos visitantes, o Supermercados Mombach é presença garantida em todas as edições. “A gente vem desde sempre. Eu lembro de estar aqui ainda pequeno, com a mãe”, recorda José Francisco Mombach, a mais nova geração da empresa montenegrina à frente dos negócios. “A maioria dos fornecedores está aqui. Então viemos em busca de produtos e maquinários que ajudem na operação e a melhor atender nosso cliente”, destaca.

Com a equipe animada pelas possibilidades do evento, José Francisco fez-se presente nos dois primeiros dias e vai, novamente, hoje. Neste ano, ele revela, o foco é na aquisição de maquinário para os supermercados. “Máquina é algo que, para comprar, se precisa fazer muita pesquisa e, por vezes, se compra sem ter um contato direto com o que se está comprando. Aqui não”, ressalta.

Acordo vai colocar os produtos da Casa dos Cereais à venda no Carrefour

Luciano Azevedo e Paulo Bilhar comemoram a parceria. FOTO: ACERVO PESSOAL/PAULO BILHAR

Não há dúvidas. A visibilidade e a aproximação entre vendedores e compradores é um dos principais atrativos da Expoagas. A montenegrina Casa dos Cereais que o diga. Participante há quase uma década do evento, ela fechou neste ano um acordo que deve impulsionar bastante os seus negócios. Já em lojas dos grupos Imec, Piá e Languiru, em breve a marca estará presente nas gôndolas da rede de hipermercados Carrefour.

“A rede está com um movimento a nível mundial para introduzir ao mix produtos que vão agregar saudabilidade aos hábitos de consumo”, comenta o gerente comercial do Carrefour, Luciano Azevedo. “E o produto da Casa dos Cereais tem tudo a ver com o que a gente busca. Eles estão com um mix bem legal, um preço atrativo e um visual e qualidade boas, que atendem as nossas expectativas.”

Um dos proprietários da empresa local, Paulo Bilhar percebe a Convenção como local de contatos que possibilitam acordos como o recém firmado. “É um grande evento social. Realmente, tu faz alguns negócios de maior porte aqui e é sempre bom a empresa aparecer”, avalia. Presente como visitante, a Casa dos Cereais projeta, já para a edição 2020, participar também como expositora. E enquanto isso, ainda se prepara para uma feira em Xangai, na China, neste ano, onde pretende ampliar sua presença internacional. “A cada ano, a gente cresce um pouco mais e esperamos continuar”, projeta o empresário.

Naturovos reflete tendência do consumidor pelo bem estar animal

Naturovos, de Salvador do Sul, teve estande próprio

No estande da Naturovos, de Salvador do Sul, o destaque do espaço é a apresentação da criação de aves com o manejo “livre”, fora de gaiolas. Em linhas gerais, os animais são criados soltos, dentro do galpão, mas sem a chamada “hora de passeio”, que categoriza o manejo “caipira”. “Essa é uma tendência forte devida a crescente preocupação com o bem estar animal”, explica o gerente de vendas da empresa, João Carlos Martins. São mudanças que devem demandar adaptações, também, junto aos produtores integrados da região.

“Grandes redes do varejo já estipularam que, a partir de 2025, não vão mais comprar a galinha ‘de gaiola’”, adiciona o gerente. Martins explica que, apesar de não haver estudos científicos sobre o tema, relatos de criadores dão conta de que, com os animais soltos, eles ficam mais tranquilos e, por consequência, têm maior produtividade.

Nova embalagem deve trazer mais praticidade ao comprador

Outra novidade da Naturovos, que já pode ser encontrada nas gôndolas do Grupo Zaffari, mas que ainda não chegou às demais lojas, é a nova embalagem dos ovos caipira. Ela foi pensada para trazer mais praticidade ao manejo do produto e melhorar sua visualização. Com ela, o cliente pode enxergar o ovo sem abrir a embalagem; e ainda há um rótulo pensado para captar a atenção ao produto nas prateleiras, cada vez mais abarrotadas de itens dos mais variados.

Oderich traz uma novidade das antigas
Tradicional empresa de São Sebastião do Caí, a Oderich é uma das patrocinadoras da Expogas. Detém, por isso, um espaço de destaque no evento, com um espaçoso estande de 81 metros quadrados. Todo organizado para lembrar um bistrô, descontraído, o local conta com latas dos produtos da empresa, reutilizadas para plantar chás e temperos – um lembrete de que todo o material e reciclável e utilizável; e que busca desmitificar um pouco do que popularmente se pensa da comida enlatada.

A banha de porco está de volta, não mais uma vilã na mesa dos gaúchos

E tendo completado 111 anos de história em 2019, a companhia levou ao evento novos produtos vegetais de sua linha Premium, que ainda nem chegaram ao mercado, e deu destaque a um produto antigo, que chegou a ser seu carro-chefe no passado, mas que precisou ser deixado de lado pela má-fama de “inimigo da saúde”: a banha de porco. “Agora ela está voltando a ser vista como uma gordura saudável, que é rica em vitamina D e que combate o colesterol ruim”, destaca Thomas Oderich, a quinta geração da família à frente da empresa.

Bom Princípio Alimentos vai competir com a Nutella

Com grande estande, empresa de Tupandi guardou lançamentos especiais para apresentar na Convenção

Nascida em Bom Princípio e hoje instalada em Tupandi, a Bom Princípio Alimentos traz à Expoagas uma saborosa novidade. Para competir com a marca Nutella no mercado, está lançando o seu novo creme de avelã, agora em embalagem de 160 gramas, com nova apresentação e um destaque: feito com pedacinhos de castanha. “O sabor é quase de um Ferrero Rocher”, destaca a vendedora Cintia Schweikart.

A empresa veio há pouco de sua primeira participação na Feira Internacional da Panificação, de São Paulo, mas é presença garantida há anos na Convenção Gaúcha. “É muito importante estarmos aqui, pela visibilidade e o fortalecimento da marca no Rio Grande do Sul”, coloca Cintia. Também foi guardado para o evento o lançamento da nova linha de ganaches, em quilo, com quatro sabores recém desenvolvidos na fábrica.

Palestras para repensar a rotina do dia a dia
A edição 2019 da Expoagas também conta com uma extensa programação de palestras, debates, seminários, workshops e oficinas para capacitar e trazer reflexões aos participantes. E entre as “magnas”, que são as atrações principais, a jornalista Glória Maria falou aos participantes na manhã de terça-feira, trazendo o tema “É preciso reinventar-se”. Foi a abertura da Convenção.

Ontem, dia 21, o consultor canadense Mike Ross abordou o comportamento dos consumidores no ponto de venda; e o filósofo Clóvis de Barros Filho propôs reflexões sobre vida e carreira. Hoje, é o jornalista Alexandre Garcia que tem a palavra, abordando perspectivas para o Brasil. Também tem o educador físico Mário Atalla, conhecido pelo quadro “Medida Certa”, do Fantástico, dando dicas de saúde e de bem-estar.

Além desses nomes, a atriz Cláudia Raia deu detalhes sobre sua trajetória ontem, em palestra para a sessão “Agas Mulher”; e o CEO do iFood, Carlos Eduardo Moysés, conduzirá uma fala sobre tendências de mercado no “Agas Jovem”, hoje.

Reivindicações do segmento em pauta
Reunindo os empresários mercadistas, a Convenção também é espaço para debater reivindicações do segmento, reforçando pleitos. Dentre os principais interesses, como defende o presidente da Agas, Antônio Longo, está o interesse na venda de medicamentos que não precisem de prescrição médica.

“Afinal, os medicamentos sem prescrição já estão ao alcance dos clientes no autosserviço das farmácias. Não há porque criarmos reservas de mercado em nome do corporativismo. Precisamos de um novo Brasil e de um cenário de liberdade econômica, com interferência mínima do Estado”, coloca.

Outro ponto discutido entre os empresários são as regras para manipulação de carnes e fiambres nos supermercados e a simplificação tributária em todos os setores. “São questões técnicas nas quais estamos trabalhando para garantir, acima de tudo, segurança alimentar aos consumidores e proteção jurídica às empresas. Mas é preciso elogiar o trabalho dos corpos técnicos do Governo do Estado e a boa vontade para contribuir nestes temas”, adiciona o presidente da entidade.

Deixe seu comentário