O setor de Imunizações de Montenegro publicou, nesta manhã de terça-feira (20), um comunicado, informando que está passando por um desabastecimento da vacina BCG. De acordo com a publicação, o desaparecimento é em nível nacional. “Esta vacina protege contra formas graves de tuberculose e deve ser feita o mais precoce possível, podendo ser aplicada desde o nascimento até 5 anos incompletos”, informa a nota divulgada.

O problema ocorre porque, devido a problemas no laboratório produtor brasileiro, os municípios passaram a ser abastecidos com uma quantidade menor. Assim, é necessário o agendamento dos recém-nascidos a fim de evitar desperdícios de doses.

Desde então, Montenegro pratica o agendamento e, segundo o setor de imunizações, todas as crianças agendadas estão sendo atendidas. “Porém, em fevereiro não recebemos nenhuma dose e o País encontra-se sem a vacina. Foi realizada a compra do imunobiológico em um laboratório internacional, mas ainda encontra-se em fase de testes e sem data exata para distribuição”.

O agendamento seguirá sendo feito na Vigilância em saúde pelo telefone 36320171 ou 36321113 e assim que houver o reabastecimento, os pais ou responsáveis serão contatados para o agendamento, sendo informados da data e local para aplicação da vacina no recém-nascido.

Com relação a vacina Pentavalente, a falta está ocorrendo na central de distribuição do Estado. Assim que houver o reabastecimento municipal das vacinas em falta, será feita a divulgação.

Para proteção do recém-nascido enquanto não tiver recebido a vacina, orienta-se:
-evitar ambientes de aglomeração de pessoas;
-lavagem de mãos;
-manter o ambiente arejado;
-evitar contato com pessoas doentes.

Deixe seu comentário