Empresa de Porto Alegre apresentou proposta de R$ 4.307.617,00 para fazer as melhorias na RSC-287. Foto: arquivo Ibiá

A sessão de abertura dos envelopes da licitação para implantação das rótulas no trecho urbano da RSC-287, em Montenegro, aconteceu na tarde dessa segunda-feira, 11. Uma única empresa participou do processo: a RGS Engenharia SA, de Porto Alegre. A empresa se propõe a fazer as melhorias por R$ 4.307.617,00. No valor, não estão incluídos alguns serviços que a própria estatal pretende realizar e nem determinados insumos, que ela possui em estoque. Ao todo, o projeto deve chegar a cerca de R$ 8 milhões.

Conforme a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), agora a Comissão Permanente de Licitações fará a análise da proposta financeira apresentada pela RGS Engenharia SA. Estando tudo de acordo com o edital, será agendada para a próxima semana uma nova sessão para a fase de habilitação da proposta da empresa. Após esse processo burocrático, estando tudo de acordo com o edital, é redigido o contrato e dada a ordem de início das obras. A estatal acredita que tudo estará pronto até setembro deste ano. Para o gerente de Convênios e Contratos da Prefeitura de Montenegro, Sílvio Kaél, ainda é cedo para comemorar. “Na fase de habilitação, qualquer problema pode significar um atraso. Porém, a verdade é que, em mais de 40 anos, nunca se chegou tão longe e sem a necessidade de investir recursos do Município”, pondera.

O anúncio de que a obra será executada pela EGR aconteceu no último dia 21 de março, após a publicação da minuta do edital de licitação no Diário Oficial do Estado. Serão feitas duas rótulas, uma junto ao cruzamento da rodovia com a rua Ramiro Barcelos, em frente ao Ipiranga; e a outra no cruzamento com a rua Coronel Antônio Inácio, na altura da Renauto.

Deixe seu comentário