Foto: Arquivo Pessoal

A história de amor entre Aline Kerber Bruniczak, 33, e Bruno Luis Serpa Bruniczak, 36, é digna de um conto de fadas. O casal se conheceu durante a graduação na Universidade Luterana do Brasil, em Canoas, no ano de 2004, ambos cursavam Educação Física e acabaram se conhecendo na disciplina de Ritmo e Expressão Corporal. Na época, Aline e Bruno tinham outros companheiros, então mantinham apenas uma bela amizade pelo campus. “Depois que ganhei uma bolsa de estudos, passava muito tempo na Ulbra, então a noite estava cansada e costumava ligar pra ele no intervalo para ir lanchar comigo. Ele sempre me acompanhava”, explica Aline. Ela comenta que ambos foram ombro amigo um para o outro no fim dos relacionamentos, mas que em 2008 ela se formou e acabaram perdendo o contato. “Ele morava em Guaíba, então não nos falamos mais”.

Foto: Arquivo Pessoal

O que Aline não esperava era que Bruno estava planejando reatar os laços. No ano de 2009, ela foi surpreendida por cartas de amor em sua casa. “Foi pelo correio, a moda antiga, com declarações e até poemas escritos por ele!”. Aline não imaginava que Bruno tinha interesse além da amizade, ficando até em dúvida em investir na situação. “Levei meses para decidir se seria uma boa ideia, tinha medo que caso não desse certo, perdesse a amizade dele”, comenta. Mas é difícil fugir do destino, depois de meses de correspondência, Aline e Bruno finalmente resolveram namorar e oficializar os laços, Bruno conheceu os pais de Aline como namorado antes mesmo do primeiro beijo, segundo Aline, um ato especial nos tempos de hoje. “É diferente para nossos tempos. Afinal, nosso primeiro beijo foi na despedida, no dia em que ele veio conhecer meus pais, quando já éramos oficialmente namorados”.

Foto: Arquivo Pessoal

A Ulbra também foi palco para outro momento importante: o pedido de noivado. Em 2009 era a formatura de Bruno, então ele convidou Aline para acompanhá-lo na prova de toga, entretanto, na ocasião ele já planejava o pedido. “Na volta ele me convidou para ir no laguinho que há no campus. Era um lindo sábado ensolarado! Ao chegar lá próximo de um banco onde sentaríamos, ele ajoelhou-se na minha frente, abriu a caixinha com o anel e fez o pedido!” conta. Alice então aceitou o pedido e já começou a preparar um dos momentos mais importantes para o casal. Na época o casal não tinha nem 6 meses, surpreendendo os pais e padrinhos.

O casamento aconteceu no dia 14 de maio de 2011, com uma cerimônia na Catedral São

Foto: Arquivo Pessoal

João Batista e festa no Clube RioGrandense. Desde lá, Bruno mudou-se para Montenegro para morar com Aline, em uma residência próxima aos pais dela. “Foi um pedido meu, ele aceitou de bom grado, deixou toda a vida que ele tinha em Guaíba para vir ficar comigo”, completa. Mas as surpresas não acabaram. Há 7 meses Aline e Bruno esperam seu próximo momento especial: o nascimento da Saphira. “Ela veio para deixar nosso conto de fadas completo!”. Ela finaliza com uma mensagem para os casais. “Um relacionamento funciona super bem, na minha opinião, porque está baseado na amizade.Que acaba por trazer companheirismo, compreensão, respeito e diálogo!”

Deixe seu comentário