Prefeito Ivan Zimmer ao lado de Reinheimer durante abertura de uma das Festa, nos anos 80. Foto: Arquivo Pessoal

XV Festa da Bergamota Montenegrina terá três dias de exposição, almoço típico e baile

O público que visitar Campo do Meio, interior de Montenegro – Vale do Caí, no próximo final de semana, participará de um evento do calendário municipal que nasceu graças a iniciativa de agricultores. A Festa da Bergamota chega a sua 15ª edição, mas existe há 30 anos, pois intercala sua realização com a Festa do Imigrante. Na verdade, o atual presidente da Comunidade Evangélica de Campo do Meio, Adolfo Reinoldo Reinheimer, garante que a exposição de frutas é muito mais antiga.

Foi seu pai, Fridbert Arno Reinheimer, que nos anos 70 organizava exposições de citros pelas cidades da região. “Meu pai buscava bergamota nas propriedades dos agricultores e fazia a exposição”. Em Campo do Meio, no ano de 1977, construiu um galpão de madeira para expor as melhores frutas que encontrava. “Quando ele começou, ninguém acreditava”, recordou Evandro Adriano Pilger, um dos organizadores da festa deste ano.

Pioneiro Fridbert Arno Reinheimer durante primeira exposição no galpão de madeira, em 1977. Foto: Arquivo Pessoal

Adolfo concordou, e ainda salientou que alguns riram de seu pai, mas que seguiu irredutível, tanto que colocou a exposição dentro da antiga Festa do Colono (hoje do Imigrante). Foi o prefeito Adolfo Schüller que sugeriu criar um evento voltado somente à fruta base da economia montenegrina, sendo que deu apoio aos produtores nos trâmites burocráticos, que incluíram o registro de uma logomarca. Então em 1989 acontecia a primeira Festa da Bergamota Montenegrina, ainda na sede da Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas (Oase).

Célio Kettermann, filho de outro presidente da Comunidade, Lauro Adolfo Kettermann, e representante da Associação dos Produtores Rurais de Campo do Meio e Região (Citruscampo) assinala que tudo foi feito pensando na promoção da fruta símbolo. Uma das ideias foi convidar julgadores capazes de levá-la além fronteiras, como técnicos da Ceasa de Porto Alegre e até da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). “Se trabalha sempre para promover a Bergamota Montenegrina”, declarou.

Prefeito Ivan Zimmer ao lado de Reinheimer durante abertura de uma das Festa, nos anos 80. Foto: Arquivo Pessoal

Assim, a produção se qualificou, a economia rural cresceu e Montenegro foi apresentada ao Brasil e à América como berço desta fruta descoberta no município em 1940, surgida de mutação natural. O sucesso se consolidou neste ano, com aprovação da Lei 15.288 oficializando-a “Capital Estadual e Berço da Bergamota Montenegrina”. A conquista será lembrada em assinatura simbólica na abertura oficial de domingo, com a presença do autor da lei, deputado estadual Elton Weber (PSB).

Festa e pioneirismo de Reinheimer foi destaque no Ibiá de 2006. Arquivo Pessoal

Exposição com mais de 100 participantes
A Citruscampo, organizadora da mostra competitiva, calcula que 150 expositores participarão, mesmo sendo a quarta edição onde será aceito apenas a Bergamota Montenegrina (não haverá laranja, limão ou outra bergamota). Cada um poderá expor 14 unidades que estejam de acordo com o regulamento. Elas passarão pela avaliação de três julgadores: um técnico, um agricultor e um comerciante.

Adolfo Reinoldo Reinheimer mostra foto do pai Fridbert durante uma das exposições de citros que organizava

Célio explica que este terceiro juiz serve ainda para o setor compreender o que o mercado espera hoje de seus fornecedores. Serão premiados com troféus do 1º ao 5º lugar, mas todos participantes concorrem no sorteio de brindes. As mostras devem ser entregues entre 8 e 12 horas de sábado, dia 20. A partir das 14 horas a exposição está aberta gratuitamente ao público em geral.

Imagens de exposições antigas. Arquivo Pessoal

A Festa não é anual devido a grande dedicação, quase exclusiva, que pede dos produtores rurais para sua organização. Todavia, para manter o produto em alta, ela é revezada com a Festa da Bergamota de São Sebastião do Caí, que acontecerá em 2020 e tem participação de montenegrinos na mostra competitiva. Também é uma forma de Montenegro manter viva a lembrança de seus colonizadores, com a Festa do Imigrante intercalada, sendo que em 2020 será ela a ser celebrada.

 

 

Serviço da festa

O que: XV Festa da Bergamota Montenegrina
Onde: Centro Social, Cultural e Esportivo da Comunidade Evangélica de Campo do Meio – Montenegro

Programação:
Sábado: dia 20
– 8 horas  – entrega das mostras de frutas
– 14 horas – abertura da exposição de Bergamota Montenegrina

Domingo: dia 21
– 9h30min – Culto festivo
– 10h30min – abertura oficial da Festa
– 11h30min – Almoço típico
Cardápio: carne de gado e de porco, galeto, saladas, galinhada e bolinho de aipim
*cartão antecipado R$ 30,00 na Farmácia Progresso e no Café Colonial da Dione na Casa do Produtor Rural (na tarde de terça e de quinta-feira e na manhã de sábado). No dia – apenas no local – por R$ 35,00 (ambos incluem o baile)
– 14h – Baile com bandas Santa Cruz e Barbarella – ingresso R$ 10,00

Segunda-feira: dia 22
– 9h – palestras técnicas da Emater – abrindo Semana da Agricultura da Emater (gratuito ao público)
– 12 horas – almoço (antecipado R$ 30,00 na Drogaria Progresso e no Café da Casa do Produtor Rural; no local R$ 35,00)
– 14h – entrega da premiação e de brindes aos expositores

Deixe seu comentário