Forro de Pinho sucumbiu aos cupins e precisou ser substituído; e reforma na nave central já chegou às paredes

História. Igreja Católica Santa Catarina tem 112 anos, e a comunidade é do século 19

Müller mostra que sob a tinta verde foi encontrada a detalhada pintura original

Historiadores e pesquisadores têm o desafio de resgatar a história da Comunidade Católica Santa Catarina, em Linha Catarina, interior de Montenegro; e especialmente sua centenária Igreja Católica Santa Catarina. Neste domingo, uma festa com Missa, almoço colonial e baile, visa dar continuidade à reforma desta construção de 1907. Mas registros em língua alemã comprovam que a comunidade surgiu no século 19.

O atual presidente da comunidade, Loivo Müller, procurou na Diocese de Montenegro, onde não encontrou registros mais significativos do que aqueles que guarda em casa. Foi em um armário no mezanino usado pelo coral que estavam os livros caixa de contribuições e ações financeiras. Em um deles foi encontrado um registro de 1884. Nomes de famílias tradicionais da região também são encontrados.

Müller mostra que sob a tinta verde foi encontrada a detalhada pintura original

Outro fato interessante é verificar que nos meados da década de 40, período da Segunda Guerra Mundial, os textos passaram a ser escritos em Língua Portuguesa. Müller acredita que tenha relação com a proibição da identidade alemã no Brasil, motivada pelo avanço do Nazismo. O traço fino remete ainda à lembrança das canetas tinteiro.

A Comunidade nasceu na Paróquia de Montenegro, abrangendo a área entre Costa da Serra e Vapor Velho. Em 1962 foi criada a Paróquia São João Batista, que agregou a Capela Santa Catarina, juntamente com Costa da Serra e Bom Jardim. A secretaria paroquial possui documentação do patrimônio e território da Comunidade, mas indicou como principal fonte o artigo escrito pelo historiador e professor Vitor Hugo Garaeis.

Paredes em pedra grês, unidas com argila,
garantiram a longevidade do templo da Linha Catarina

Seu estudo, datado de 2012, ano do Jubileu da Comunidade São João Batista, confirma que a Capela Santa Catarina é a mais antiga edificação religiosa da Paróquia sediada em Brochier. Assim, também a Comunidade deve ser considerada centenária. “Fundada nas últimas décadas do século XIX, a Capela foi benta em 1909 e pertenceu até a criação de nossa Paróquia, a Paróquia de Montenegro”, diz o texto.

Faltam 40 mil para a reforma
Quando a mãe de Loivo, dona Tereza Steffen Müller, de 77 anos, chegou em Linha Catarina, o templo de alvenaria já acolhia os fiéis. Mas os antigos relatam que a primeira igreja era de madeira, erguida no terreno imediatamente em frente ao atual. O que o atual presidente traz de recordação é o campanário de madeira sustentando o belo sino importado da Europa. Na década de 90 foi substituído pelo de alvenaria.

A obra que está sendo feita é uma reforma, pois, devido ao estado de degradação avançado, a comunidade decidiu não esperar por uma burocrática verba de restauração. E os trabalhos realizados pelo pedreiro contratado revelam que teria sido interessante. Sob a atual tinta verde das paredes internas o profissional descobriu formas geométricas semelhantes a afrescos. Inclusive no teto da nave central esses desenhos sobressaem.

A retirada de parte do reboco mostra as paredes erguidas com grandes pedras grês, unidas com argila. No piso apenas os corredores têm desenho, sendo que o restante é um rústico piso de cimento, cuja cor avermelhada deixa crer que foi virado com terra igual aquela vista na estrada em frente. Algum madeiramento do mezanino que não sofreu ação dos cupins poderá ser mantido.

ivro caixa,, em alemão, revela a idade da Comunidade Católica

Mas o restante do forro de madeira Pinho sucumbiu, e foi substituído por placas de MDF. O telhado de zinco será trocado por telhas de Aluzinco. “Vamos tentar manter a originalidade”, afirmou Müller, lembrando que parte da decoração ficará exposta e a característica arquitetônica não será alterada. A obra está orçada em R$ 100 mil, dos quais resta juntar R$ 40 mil. Müller salienta que a ideia da reforma nasceu há 5 anos e graças às presidências comunitárias anteriores é que está neste patamar.

Para arrecadar recursos
Dia 24/11 – domingo
10 horas – Missa no Pavilhão Paroquial (ao lado da igreja)
12 horas – Almoço
14 horas – Baile com Banda 0800
Cartões:
-antecipados R$ 30,00 – Auto Posto Costa da Serra, Madeireira Made Cruz
-na hora R$ 35,00
*dão direito a sorteio de prêmios: R$ 150, R$ 100 e R$ 50,00
Dia 28/12 – sábado
19h30min – confraternização com sorteio da rifa
Bilhetes – R$ 5,00 com membros da comunidade (cada 10 dá direito a dois cachorros-quentes)
*são 26 prêmios: primeiro de R$ 1.500,00. Do 19º ao 26º itens de casa e para o trabalho

Deixe seu comentário