O empresário (à esquerda) teve sua primeira experiência em grandes montanhas em 2016, no Kilimanjaro. Fotos: arquivo pessoal João Pedro Isse

Aventura. Montenegrino João Pedro Isse trata o esporte como um hobby, mas faz história no outro lado do Mundo

Tranquilo, focado, sonhador e aventureiro. Este é João Pedro Isse, 30 anos, empresário montenegrino que fez história no começo de maio deste ano ao completar uma das provas mais desafiadoras do atletismo mundial: a Maratona da Muralha da China. O grande detalhe é que ele participou da corrida como aprendizado e hobby, não com a pretensão de vencer, como a grande maioria dos competidores.

João Pedro Isse, montanha, Maratona, Muralha da China, desafio
João Pedro foi o único brasileiro na Maratona da Muralha da China

João Pedro corre há mais de uma década, mas foi justamente no país asiático que disputou sua primeira maratona. O desafio de 42 quilômetros, que ocorreu na cidade de Tianjin, a poucos quilômetros de Pequim, exigiu não só uma boa preparação física, mas também um bom preparo psicológico do montenegrino, único representante brasileiro na prova.

Os milhares de degraus e cerca de 3.000 metros de ganho de elevação foram superados pelo atleta da cidade em 7 horas e 39 minutos (23° melhor tempo na categoria). Durante o longo trajeto, além de belas paisagens, João Pedro viu muitos participantes abandonarem a prova chorando, devido à exaustão. Ele, porém, seguiu até o final. “Não sabia nada sobre a Muralha da China. O percurso da prova, em si, era difícil, mas me senti muito bem fisicamente”, ressalta.

A aventura na China não foi a única de João Pedro durante o período na Ásia. Antes de chegar à Tianjin, o montenegrino estava em uma expedição no Nepal de 15 dias, até o campo base do Everest (montanha mais alta do planeta) e escalada ao cume da montanha Kala Patthar (5.643m). “Desci a montanha e peguei um voo para Pequim, que durou 10 horas. Dormi apenas duas horas antes da maratona, mas felizmente deu tudo certo”, enaltece.
Mesmo que a expedição no Nepal tenha exigido muito fisicamente de João Pedro, ele destaca que a escalada foi essencial para conseguir completar os 42 quilômetros da maratona. “O desafio da montanha me deu confiança, preparo físico e mental para chegar até o final da prova. As subidas e descidas do percurso desgastam muito, é extremamente exaustivo”, frisa.

João Pedro Isse, boxe, atletismo, escalada, desafio
Além de atletismo e escaladas, João Pedro Isse também luta boxe

A paixão de João Pedro por aventura se acentuou em 2016, quando o empresário subiu o Monte Kilimanjaro (5.895m de altitude), na Tanzânia. Foi na montanha mais alta da África que o montenegrino teve sua primeira grande experiência em montanhas. “Sempre gostei de atividades assim, principalmente no meio da natureza. Quando cheguei lá no Kilimanjaro, pensei o que estava fazendo lá em cima. Mas depois, vi que tudo valia a pena”, relembra.

Além de atletismo e escaladas, o empresário de 30 anos ainda pratica outro esporte. “Luto boxe também, mas só treino. A corrida eu pratico totalmente como hobby, não tenho nem a ambição de vencer. É muito relaxante. Para mim, o atletismo é uma preparação para qualquer esporte. Mas claro, quando tem algum desafio programado, você se motiva mais e intensifica a preparação”, complementa.

Próxima aventura já está planejada por João Pedro

João Pedro, montanha, Chile, desafio, montenegro
Próximo desafio do empresário deve ser no Chile, em fevereiro de 2019

O Chile deve ser o destino do próximo desafio de João Pedro Isse. A ideia do empresário é subir a Montanha Ojos Del Salado, de 6.893 metros de altura, em fevereiro de 2019. “Quero ir. Meu primo Cristiano Müller está organizando um grupo para essa aventura no Chile e já me escalei para ir junto”, projeta.

Em Montenegro, João Pedro costuma subir o Morro São João, como forma de treinamento. Ele alerta para os cuidados que os aventureiros devem ter ao subir uma montanha muito alta. “A partir de quatro mil metros, você sente cansaço, falta de ar. É essencial levar uma mochila com alimentos”, completa.

Deixe seu comentário