Evento movimentou diversas localidades entre São José do Sul e Salvador

Lama. Poeira. Ronco de motores. Adrenalina. A 5ª edição da Trilha do Arame, organizada pelo grupo Kako’s Moto-Adventure, movimentou o domingo, 11. O trajeto de 73 quilômetros passou por diversas localidades entre São José do Sul e Salvador do Sul. Contemplou, por exemplo, a antiga estação férrea de Linha Bonita Alta e o túnel da localidade. Ao todo, participaram cerca de 400 motos do evento. A largada ocorreu pela manhã, em frente do Centro Administrativo.

Ao todo, foram 73 quilômetros de trajeto com muito barro

Além da trilha, houve desafios, nos quais os pilotos precisaram subir um barranco íngreme e embarrado. Eram duas opções disponíveis. Para os mais corajosos, a Galo, com uma subida mais radical. A outra, mais acessível, era a Pinto. E não faltaram candidatos a encarar a aventura. Alguns caíram e, auxiliados por organizadores e amigos, precisaram tirar as motos do local no braço.

O perfeito dia de domingo contribuiu e muita gente foi conferir o desempenho dos pilotos. Várias pessoas levaram cadeiras de praia, guarda-sóis e chimarrão. Uma delas era Rose Bilhar. Ela estava com muita expectativa pelo desempenho do marido Cristiano e dos filhos, Vinícius, 17 anos, e Murilo, de apenas 11. Todos participantes da trilha. “Eles adoram, fazem isso há anos. Esses dias, o Murilo falou com o prefeito que também queria trabalhar na trilha”, comenta a mãe. Ela destaca, ainda, o fato de o mais velho ter ficado orgulhoso de ter sido escolhido como um dos “puxadores” da trilha, abrindo o caminho para as outras motos.

A organização disponibilizou um ônibus para os acompanhantes dos pilotos irem até pontos do trajeto. Com o custo de R$ 90,00, a inscrição dava direito a um café da manhã, almoço, camiseta, lanche, apoio na trilha e ao sorteio de uma motocicleta Honda CRF 230 zero quilômetro.

Emoção e adrenalina sobre duas rodas marcaram o evento

O prefeito de São José do Sul, Silvio Inácio de Souza Kremer, comemora mais uma realização do evento. “Movimenta o município. É uma maneira muito boa de ‘vender’ o nome de São José do Sul. Vem gente de diversas regiões e até de fora do Estado. É um evento família, os pilotos trazem as esposas e os filhos”, ressalta. Também lembra o fato de a organização disponibilizar parte da verba para diferentes instituições. “O grupo sempre faz doações para entidades do município e da região”, frisa.

Kremer é piloto. Mas, com a rotina atribulada como prefeito, se viu obrigado a deixar a atividade um pouco de lado. Ainda assim, enfrentou o desafio Galo. Na primeira tentativa, caiu quase ao chegar ao topo do barranco. Na segunda, atingiu o objetivo.

O presidente do Kako’s Moto-Adventure, Celso Inácio Ernzen, estava satisfeito de ver o trabalho do grupo recompensado. “Estamos recebendo só elogios, está sendo muito boa a trilha”, comentou, por telefone, enquanto o evento ainda ocorria.

1 comentário

Deixe seu comentário