Time acredita no poder da união

Grêmio Gaúcho. Em jogo complicado conquista veio em uma vitória por 4 a 1

A final da Recopa e da Copa Verão 2020 do Grêmio Gaúcho foi de muitas emoções na noite desta sexta-feira, 14. Pela Recopa o Amigos do Tione venceu o É Nóis nas Quartas por 3 a 2, se consagrando pela primeira vez o campeão em partida equilibrada. Pela disputa principal, quem levou a melhor foi o Trans Brothers que bateu o Real Promorar por 4 a 1 e é campeão pela primeira vez desde que começou a disputar no clube em 2015.

A primeira partida da noite foi pela recopa, e já iniciou mostrando ao grande número de torcedores presentes o nível de qualidade das duas equipes. Logo aos dois minutos, o camisa 7 do Amigos do Tione, Fabio Amorim, driblou sozinho na área e com força chutou, marcando o primeiro gol.

O Amigos do Tione se sagrou o campeão da recopa

Em jogadas de disputa de bola, a partida foi se equilibrando, e aos cinco minutos William de Melo perdeu uma bela jogada e por pouco não fez gol. Com o É Nóis nas Quartas perdendo grandes oportunidades, Anderson Grisbach, do Amigos do Tione, aproveitou a chance e de cruzamento da lateral direita fez seu gol aos 16 minutos.

Faltando apenas um minuto para acabar Amauri Vieira do meio do campo, puxou para a direita e chutou com força a bola, que entrou no canto da goleira. Já no segundo tempo, Anderson recebeu a bola de categoria e colocou pra dentro, marcando mais um gol para o Amigos do Tione.

Partida da recopa foi equilibrada

Aos três minutos, Marcelo da Costa, levou a bola sozinho do meio de campo até a área e não deu outra, mais um gol para o É Nóis nas Quartas. Porém, a felicidade durou pouco, aos dez minutos Diego Coimbra marcou o seu e mesmo com o time adversário tentando o Amigos do Tione se sagrou o grande campeão.

Com muita euforia todo o time comemorou junto com a torcida, e para o auxiliar do treinador, Luciano Barreto, apesar do jogo tenso o resultado foi mais do que esperado. “Conquistamos com muito suor, o nosso time é 90% veterano, e o sentimento é de alegria, o prazer de jogar em família, entre irmãos, amigos, isso não tem preço”, relata. Segundo ele, a grande motivação é estar com os torcedores e a família.

“A diferença é a união”

Já na partida mais esperada, o grande campeão foi o Trans Brothers, que tiveram o título dificultado pelas boas armações do Real Promorar. A primeira chance visível de gol foi aos quatro minutos com Lindomar Machado que sozinho chutou de frente para o gol do Real Promorar, mas por poucos centímetros a bola seguiu para a lateral.

Os grandes campeões comemoram o seu primeiro título

A partida continuou equilibrada, com muita troca de passes em ambos os times. Aos 17 minutos o primeiro gol veio com Júlio Machado, que recebeu a bola e chutou com força pro fundo do gol, fazendo o primeiro do Trans Brothers.

Já no segundo tempo a partida começou mais movimentada. Com mais confiança o camisa 5 do Real Promorar, Caio da Silva, recebeu a bola e marcou o seu, empatando o jogo. Um minuto depois Ronaldo Canibal puxou a bola para o canto direito e emplacou, 2 a 1 para o Trans Brothers.

Logo depois Ronaldo teve mais um motivo para comemorar, pois recebendo a bola de Alan Azeredo, deixou mais um ponto. Aos nove minutos, Lindomar disputou a posse da bola e conseguindo driblar fez o seu. O Real Promorar até tentou pressionar no final, mas não foi dessa vez.

No ano passado o Trans Brothers saiu do campeonato nas semifinais, nos pênaltis, mas esse ano o resultado foi além. O treinador Luis Carlos, conta que o time não esperava que a partida fosse tão difícil, mas que o que fez a diferença na vitória foi a união do grupo. “Nos conhecemos desde pequenos e esse ano a gente se uniu e formamos uma grande equipe. O que fez a diferença na verdade é o grupo, o grupo é forte, e nós nos respeitamos e damos força sempre um pro outro”.

Deixe seu comentário