Na rua Lá Paz, no bairro Municipal, uma residência foi atingida pela queda de uma antiga mangueira

RÁPIDO E INTENSO. Defesa Civil e Bombeiros organizaram equipes para auxiliar a comunidade após ventania

O vendaval que atingiu Montenegro na manhã dessa terça-feira, 29, deixou casas destelhadas e danificadas por árvores próximas. Escolas também tiveram prejuízos. O temporal que durou poucos minutos no final da manhã, gerou horas de trabalho para as equipes da Defesa Civil, secretaria de Viação e Serviços Urbanos e do Corpo de Bombeiros.

Bombeiros agiram na retirada de árvores

Na rua La Paz, no bairro Municipal, nº 73, uma casa foi atingida por uma mangueira do quintal. Segundo o pai da moradora, José Liro de Almeida, ninguém estava em casa na hora do ocorrido. “Ela (a árvore) é muito antiga. Já tava oferecendo um certo risco, só que a gente nunca quis tirar porque é uma árvore antiga. Foi ficando, felizmente só danos materiais”, comenta.

Uma árvore também caiu na frente da sede da Defesa Civil, no interior do Parque Centenário

Conforme o chefe da DC, Elton José Santos da Silva, seis residências sofreram com a ação do vento e precisaram da doação de lonas. Entre elas estão casas localizadas nas ruas Ernesto Zietelow, 446, bairro Santo Antônio e Adelmo Boos, no bairro Industrial.

O Colégio Paulo Ribeiro Campos, o Polivalente, também foi atingido pelo temporal desta terça-feira

No Morro da Formiga também houve transtornos. Duas residências não resistiram e o telhado cedeu. As casas ficam na continuação da rua Apolinário de Moraes, nº 2555, aos fundos de um terreno. A moradora de uma das casas, Patrícia Alles, estava trabalhando no momento do temporal. “Eu tava no serviço e vi que estava vindo um temporal, daí eu pensei ‘tomara que não seja nada’, mas a tia me ligou e disse ‘vem para casa que tua casa voou a lona e quebrou telha’”, conta. A residência já estava com uma parte com lona há uns cinco meses, por conta de outro temporal.

Na Escola SESI, em função do forte vento que entrou por uma das janelas, uma parte do forro da sala caiu. De acordo com a gestora da escola, Ana Maria Hoffmann, os alunos estavam retornando do horário do intervalo. Ninguém ficou ferido.

Pelo menos seis casas foram destelhadas, segundo a Defesa Civil de Montenegro

No Colégio Paulo Ribeiro Campos, o Poli, uma árvore caiu, quebrando parte do telhado de uma sala de aula. Ninguém ficou ferido. A rua Torbjorn Weibull ficou interditada entre as ruas Acácia e rua Visconde de Mauá em razão de cabos de energia que caíram na via.

Na rua Goiás, no bairro Santa Rita, também foi registrada queda de árvore

A própria sede da Defesa Civil, no Parque Centenário, passou por transtornos ocasionados pela queda de uma árvores que atingiu a fiação elétrica. A entidade fornecerá atestados aos cidadãos que tiveram algum transtorno ocasionado pelo temporal e, por isso, não conseguiram comparecer ao trabalho. Quem precisa do documento deve ir até a sede da DC ou, para mais informações, entrar em contato pelo telefone 51 36324787.

Compartilhar

Deixe seu comentário