O temporal que, na madrugada e manhã de terça-feira, 29, causou estragos em Montenegro, também gerou problemas pela região. Em São José do Sul, na localidade de São José do Maratá, uma casa teve parte do telhado danificado. A maioria dos problemas enfrentados pela população foi devido à falta de energia elétrica por toda a cidade, que durou 4h30min. Já em Brochier houve danificação de telhado em duas casas, que foram consertadas.

Em Montenegro, a Defesa Civil divulgou um balanço parcial das ocorrências entre 29 e 30 de outubro. Foram 20 quedas de postes da RGE, duas quedas de placas de sinalização e fachada, três quedas de árvores atendidas pelos Bombeiros Militares, sete quedas de árvores atendidas pela Prefeitura e nove casas destelhadas. Além disso, foram retirados das ruas cinco caminhões de resíduos de árvores e outros.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Osvaldo Brochier, na localidade de Santos Reis, interior de Montenegro, ficou às escuras. Na manhã de quarta-feira, 30, o poste da entrada de energia elétrica caiu. O prédio não foi atingido, todavia, os alunos não puderam entrar no pátio enquanto os fios seguiam energizados próximo ao portão.

As aulas da manhã ocorreram na comunidade católica e as da tarde foram suspensas. A Defesa Civil esteve no local verificando a situação, mas a responsabilidade é da concessionária de energia RGE Sul. A preocupação principal é com alimentos da merenda escolar guardados em freezer.

Deixe seu comentário