Eduardo Kunde busca se firmar entre os titulares do Avaí nesta temporada. Fotos: divulgação Avaí

Zagueiro montenegrino ainda revela ter recebido sondagens do exterior

Em Águas Mornas-SC, onde o Avaí realiza sua pré-temporada, o zagueiro montenegrino Eduardo Kunde, de 22 anos, concedeu uma entrevista exclusiva ao Ibiá. O jogador fez um balanço da última temporada e projetou os desafios da equipe catarinense para 2020. Afirmado no elenco profissional do Avaí, Dudu busca se consolidar entre os titulares e conquistar títulos pelo clube neste ano. Além disso, ele revela ter sido procurado por equipes do exterior nesta janela.

Campeão catarinense em 2019, o zagueiro tem como objetivo conquistar mais títulos nesta temporada

Apesar do rebaixamento com o time catarinense no Campeonato Brasileiro, o ano de 2019 foi especial para o atleta de Montenegro. Em janeiro, Kunde estreou oficialmente pela equipe profissional do Avaí, na vitória por 3 a 0 sobre o Hercílio Luz, pela terceira rodada do estadual. Poucos meses depois, conquistou seu primeiro título pelo time principal do leão, levantando a taça do Campeonato Catarinense. Por seu desempenho na competição, o zagueiro recebeu o troféu de prata como jovem revelação do estadual.

Depois do título catarinense, veio a disputa do Brasileirão. Kunde fez seu primeiro jogo no campeonato na segunda rodada, sendo titular no empate em 1 a 1 com o Grêmio, na Ressacada. Após a Copa América, o jogador montenegrino sofreu uma lesão que o afastou dos gramados por cerca de dois meses. Retornou na reta final do certame e não saiu mais do time. Enfrentou atacantes badalados como Gabigol, Fred, Alexandre Pato, Diego Tardelli e Deyverson, e atuou no Maracanã lotado.

Ao todo, o zagueiro local disputou 12 partidas no Campeonato Brasileiro, teve 13 roubadas de bola, uma finalização, 12 faltas cometidas, nove sofridas, dois cartões amarelos e um vermelho. “O ano de 2019 foi muito importante para mim, para amadurecer e jogar em um nível altíssimo que é a Série A. Enfrentei grandes nomes, os mais difíceis de marcar foram o Gabriel (do Flamengo) e o Deyverson (do Palmeiras)”, analisa Kunde.

O bom desempenho do defensor de 22 anos na competição nacional chamou atenção de clubes do exterior. Mesmo procurado por outras equipes, Dudu afirma que não há nada encaminhado para deixar o Avaí nesta janela de transferências. “Há sondagens de outros clubes, de fora do país. Mas não tenho nenhuma informação concreta sobre saída agora. Somente com as coisas acontecendo para poder dizer”, declara.

Montenegrino revelou sondagens do exterior, mas garantiu que o foco está no clube catarinense

Zagueiro busca se consolidar entre os titulares com o novo treinador
A estreia do Avaí em 2020 é no próximo sábado, dia 18, contra o Brusque, pela Recopa Catarinense. A partida vale a primeira taça da temporada. Além da Recopa, o clube ainda vai disputar o Campeonato Catarinense, a Copa do Brasil e a Série B do Campeonato Brasileiro neste ano. A diretoria promoveu uma reformulação no elenco após o Brasileirão, muitos atletas saíram e outros chegaram. A comissão técnica também mudou. O português Augusto Inácio irá treinar o Avaí em 2020.

O montenegrino Dudu Kunde quer aproveitar a pré-temporada em Águas Mornas para se consolidar entre os titulares do time. “Vejo 2020 com bons olhos, para ser peça fundamental da equipe e conquistar títulos. É outra cultura (sobre a chegada do treinador português). Muita intensidade nos treinos e cobrança nos detalhes, fora a questão da disciplina extracampo, como pontualidade”, comenta o atleta, sobre os primeiros treinamentos de Augusto Inácio em Santa Catarina.

Em relação ao grupo de jogadores, o Avaí liberou os zagueiros Marquinhos Silva e Ricardo, e contratou Rafael Pereira e Airton. Para o defensor montenegrino, a chegada dos reforços eleva a qualidade do elenco. “Chegaram bons nomes. A disputa aumenta, mas um fará sombra para o outro não se acomodar e buscar espaço na equipe”, salienta.

Outros nomes conhecidos, principalmente no meio-campo e no ataque, também foram buscados pela direção, como os meias Bruno Silva e Valdívia, ex-Inter, e o atacante Rildo. “São bons jogadores, mas tudo depende da identidade que a equipe assumir. O fator entrosamento também conta muito, independente das peças. Creio que esse ano será de conquistas”, projeta Kunde.

Em preparação para a temporada que está prestes a começar, Dudu Kunde não prioriza nenhuma competição, mas estabelece objetivos para 2020. “Minhas metas pessoais são realizar bons jogos e me destacar, independente do campeonato, aparecer e buscar boas situações para o futuro, tendo continuidade aqui no Avaí ou em outro clube”, completa.

Deixe seu comentário