Diversas taças estavam guardadas no sótão da entidade. Objetivo é limpá-las e expô-las após a reforma

Reforma. Entidade troca telhado e planeja novo espaço para os troféus

Com 111 anos de história, a Sociedade Cultural e Esportiva Matiel passa por uma grande reforma. As traves de madeira que sustentavam o teto da sede social da entidade não aguentaram a batalha de décadas contra os cupins e, por segurança, estão sendo substituídas por estruturas metálicas. A obra teve início neste mês e tem previsão de terminar até o final de fevereiro de 2018. Neste meio tempo, direção e associados também pensam sobre o que fazer com centenas de troféus que estavam amontoados no sótão.

Presidente da sociedade diz que pretende expor mais troféus

O presidente da Sociedade, Ilson Frederico Wunder, garante que os troféus das disputas de tiro ao alvo voltarão a ser expostos nas paredes da entidade quando a reforma estiver finalizada. Além disso, ele pensa em expor também os prêmios que estavam no sótão e ainda não tinham lugar de destaque no salão, a exemplo dos que estão num grande armário ao lado da cancha de bolão. Entre esses, algumas raridades, como um troféu ganho durante uma disputa de bolão alusiva à inauguração do Estádio Beira-Rio, em 1969.

As premiações não se limitam apenas ao bolão ou ao tiro ao alvo. Também são muitos as taças de campeonatos de futebol. “É um histórico da sociedade, que foi fundada em 1906”, salienta Wunder. Conforme o presidente, a presença das taças no sótão já era sabida, mas, mesmo assim, elas chamam a atenção e despertam curiosidade.

Reforma do telhado está prevista para ser concluída em fevereiro do próximo ano

Também sócio jubilado da Sociedade Cultural e Esportiva Matiel, Wunder destaca o valor da entidade para a comunidade local e para o município. “A sociedade tem a importância de manter a cultura e a tradição que a imigração trouxe”, aponta. “Estamos resistindo para não acabar e a comunidade está empenhada”, reforça Wunder. Conforme o presidente da entidade, ela conta hoje com cerca de 200 associados. Ele diz ainda que a cancha de bolão também deve passar por reformas.

Deixe seu comentário