Foto: arquivo Jornal Ibiá

Moradores de Montenegro e região estão com dificuldades para conseguir atendimento na Caixa Econômica Federal. Relatos recebidos pela reportagem dão conta de que, como o atendimento presencial está limitado apenas ao agendamento no período de bandeira preta, o número de telefone divulgado para esse marcação é de difícil acesso. Chama muitas vezes e não é atendido. Mas o gerente da unidade de Montenegro, Tito Livio Fauth Filho, pede compreensão para o momento.

O responsável pela agência explica que, em tempos normais, o local recebe entre 250 e 300 clientes por dia para atendimento nas cinco horas de expediente diário. Agora, em meio às restrições de controle da pandemia, a equipe de atendentes precisou ser reduzida pela metade. Só que o volume dos que iam à agência ainda é quase o mesmo dos que ligam para agendar. O contato disponível – 3883-2300 -, com isso, está sobrecarregado e, segundo ele, não dá sinal de ocupado. A central segue deixando a ligação chamar, mesmo sem ninguém disponível para atendê-la. É justamente o que relatam os que não estão conseguindo atendimento. “Mesmo assim, estamos atendendo mais de cem agendamentos por dia”, destaca Fauth.

Através do WhatsApp, no 0800-104-0104, os clientes também podem ter atendimento com funcionários da agência local das 10h às 16h; mas mesmo na ferramenta está havendo sobrecarga de demanda. O gerente da agência avalia que é preciso reconhecer a excepcionalidade da atual situação; e pede que os clientes priorizem, no momento, apenas atendimentos nos serviços que, realmente, não possam esperar. A Caixa também tem atendimento, por central, através de aplicativo de celular e site.

Deixe seu comentário