A Receita Federal está alertando os brasileiros a respeito de uma falsa página na internet que diz leiloar mercadorias apreendidas pelo órgão. O caso que deflagrou esse aviso público aconteceu no estado de São Paulo, após denúncia de uma pessoa lesada. O órgão reitera que não autoriza empresas a atuarem em seu nome, nem realiza leilões eletrônicos via sites privados.

O único canal disponível é o Sistema de Leilões Eletrônicos, acessado via site da Receita Federal (rfb.gov.br). O sistema está disponível no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), e para participar de leilões eletrônicos é necessário possuir certificado digital.

Sempre que receber por redes sociais ou e-mail uma oferta tentadora desta natureza, o cidadão deve prestar muita atenção e verificar a origem do sítio. Este falso endereço denunciado inclusive usa o logotipo da Receita Federal para dar credibilidade. Para se cadastrar nesta página fraudulenta, os usuários precisam apresentar documentos como cópia do RG e do CPF, além de comprovante de endereço.

Após arrematar a suposta mercadoria, a vítima paga um boleto via e-mail e é informada para retirar o produto em uma Unidade da Receita Federal. O caso já identificado pela Delegacia da Receita Federal foi na cidade de Jundiaí. A Polícia Federal foi notificada sobre o assunto.

Os leilões da RF

A Receita Federal realiza inúmeros leilões em todo o País, sendo esse apenas um dentre as possíveis formas de destinação das mercadorias apreendidas. As outras são destruição (caso de produtos contrafeitos/piratas), doação ou incorporação ao patrimônio de órgãos da administração pública. Todos os leilões são divulgados no próprio site da Receita Federal e realizados por meio do Sistema de Leilões Eletrônicos do Órgão.

Segue link com outras informações:
http://receita.economia.gov.br/sobre/acoes-e-programas/mercadorias-apreendidas
http://receita.economia.gov.br/sobre/acoes-e-programas/mercadorias-apreendidas/leilao/leilao-eletronico/copy_of_leilao-eletronico

Deixe seu comentário