Desde o dia 27 de julho de 2018, o Posto de Identificação de Montenegro – local responsável pela emissão das carteiras de identidade, que funcionava no prédio do Sine – fechou. O motivo foi a aposentadoria do servidor público estadual que era responsável pelo serviço e a falta de um profissional para a reposição.

A novidade, agora, dada pelo técnico administrativo do Sine, Nelson Timm, é que já há o nome de um novo servidor para ocupar o cargo. A expectativa dele é que o serviço seja retomado “num curto espaço de tempo”.

A notícia foi dada em reunião entre Timm, o vereador Felipe Kinn (MDB) – membro do Legislativo que, desde a parada, tem buscado a retomada do serviço – e o Delegado Regional da Secretaria do Trabalho e Assistência Social, Marlos Oliveira, na manhã desta segunda-feira, dia 14. Também foi colocado que a sala onde voltará a ser oferecida a emissão das carteiras passou por manutenções. De acordo com os presentes, falta somente a conclusão da parte burocrática para a contratação do servidor.

Timm adicionou que a proposta é retomar o atendimento com a oferta dobrada de fichas. 40 devem ser oferecidas por dia, para suprir a demanda acumulada no período de interrupção. Uma das sugestões do vereador Felipe Kinn, inclusive, é que, nos primeiros dias da volta da emissão, uma Unidade Móvel de atendimento também opere na cidade.

Sem o serviço local, os munícipes têm precisado se deslocar até cidades vizinhas, como São Sebastião do Caí, para encaminharem o documento. O transtorno vem demandando mais tempo e mais custo. Em entrevista recente, Kinn explicou que os quase seis meses de espera para a nomeação do servidor que assumirá o serviço devem-se ao período eleitoral, que impedia que o governo estadual nomeasse um novo funcionário.

Deixe seu comentário