IMAGEM ILUSTRATIVA: FREEPIK

A diretoria do Sindicato dos Profissionais de Educação de Montenegro e Pareci Novo (Sinpedu) se reuniu de forma online na quinta-feira, dia 4, pra tratar do plano de retomada das aulas presenciais em Montenegro. O calendário e as regras da retomada foram divulgados pela secretaria de Educação do Município na quarta, dia 3, mas detalhes já haviam sido adiantados à entidade em reuniões anteriores com a pasta e também com o prefeito. O sindicato ainda quer mais detalhes sobre o plano e também ouvir toda a classe antes de se posicionar oficialmente sobre a retomada.

“Alguns professores, a gente não sabe se é maioria ou se é minoria, só quer voltar depois das duas doses da vacina; e tem outra parte que está mais aceitando a questão da volta”, comenta a presidente do Sinpedu, professora Lucied Proença. O modelo de retomada proposto, a partir de 8 de março para o Ensino Fundamental, é híbrido, com 50% dos alunos em sala de aula e 50% em ensino remoto, com revezamento semanal. Os pais também poderão optar por manter o filho exclusivamente no ensino remoto.

Ainda sem uma posição concreta, a entidade que representa os profissionais da educação está iniciando uma campanha nas redes sociais em prol da vacinação contra a Covid-19 ainda antes da volta às aulas. Os educadores serão incentivados a usar a hashtag #VacinaParaProfissionaisdaEducaçãoJá em suas redes sociais; e também terão um tema personalizado do Sinpedu para seus perfis no Facebook. O sindicato ainda distribuirá um card explicativo sobre a importância da imunização aos profissionais.

Na quarta-feira passada, dia 2, quando foi divulgado o calendário de retorno, a secretária de Saúde do Município, Cristina Reinheimer, esclareceu que ainda não há previsão de data de vacinação para o grupo; e que o calendário é definido pelo Ministério da Saúde de acordo com a disponibilidade dos imunizantes. Ela disse, porém, que espera que as vacinas já estejam, sim, disponíveis até o dia 8 de março.

Além da pauta dos imunizantes, a diretoria do Sinpedu também está alertando os representados que, na próxima quarta-feira, dia 10, ocorrerá a reunião dos diretores das escolas municipais onde serão repassadas mais informações e detalhes quanto ao retorno. Após, em data ainda a se definir entre 20 e 25 de fevereiro, ocorrerá a plenária do sindicato; então com todos já conhecendo os protocolos de segurança propostos pela secretaria de Educação. “Dessa forma, todos poderão se manifestar com mais argumentos sobre os protocolos e nosso retorno com alunos”, coloca o material enviado pela entidade aos profissionais.

Deixe seu comentário