Prefeito declarou luto oficial de dois dias em Montenegro pela morte de “Jacó”. Ele estava há pouco mais de um ano à frente da secretaria de Serviços Urbanos

Jackson Santos de Oliveira tinha 34 anos. Ele deixa a esposa e um filho

O secretário municipal de Viação e Serviços Urbanos de Montenegro, Jackson Santos de Oliveira, faleceu durante a madrugada desta quarta-feira, 23. Ele viajava com uma excursão até o Rio de Janeiro para assistir ao jogo entre Grêmio e Flamengo pela semifinal da Copa Libertadores. No trajeto, teria tido um mau súbito e veio à óbito. “Jacó”, como era conhecido entre os amigos, tinha 34 anos de idade. Ele deixa a esposa e um filho de apenas seis anos.

O fato ocorreu quando o ônibus que levava Jackson ainda estava em São Paulo, em um ponto onde o grupo de torcedores parou para se alimentar, tomar banho e descansar. O montenegrino Felipe Steffen também participava da viagem. Ele contou à reportagem que todas as excursões que saíram de Porto Alegre para o jogo, como a deles, pararam neste local, que foi alugado pelos gremistas da torcida organizada. Steffen estava dormindo quando tudo ocorreu. “Me acordaram na madrugada contando que ele tinha falecido. Estamos em choque”, declarou.

Na ocasião em que Jackson passou mal, o SAMU chegou a ser acionado. As tentativas de reanimação feitas, no entanto, não deram resultado. Ele faleceu no local. A previsão é de que o velório ocorra após as 13h na Capela da Funerária Forneck Mattana.

Amor ao Grêmio levava o torcedor à maioria das partidas do clube. Sonho era ver a equipe classificada para a final na noite desta quarta-feira. FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

LUTO

Por volta das cinco horas da manhã, o prefeito Kadu Müller ficou sabendo do ocorrido. Amigo pessoal do secretário, decretou luto oficial de dois dias em Montenegro poucas horas depois. A Prefeitura ainda divulgou nota falando do extremo pesar de todos pelo ocorrido e explicando as circunstâncias do fato.

Não demorou para que as redes sociais se enchessem de mensagens de comoção. Familiares, amigos e colegas de “Jacó” escreveram sobre um homem muito querido, apaixonado pela família e pelo time do coração, do qual sonhava presenciar a conquista de mais um título em breve. Colegas da Administração Municipal também se manifestaram.

Diretor na secretaria de Desenvolvimento Rural, Estevão Carpes de Oliveira trabalhava muito próximo de Jackson. “Nós, seus colegas, sentimos muito a perda desse garoto, amigo, parceiro do dia a dia”, escreveu. Elias da Rosa, ex-secretário de Indústria e Comércio no governo Kadu exaltou o trabalho do conhecido. “Dia triste. Um amigo que se entregava de corpo e alma. Ficaremos com as lembranças dos bons momentos gravados na memória”, colocou.

“Jacó” foi nomeado para a secretaria municipal de Viação e Serviços Urbanos no fim do primeiro semestre do ano passado. A pasta é a responsável por serviços como limpeza, podas e roçada na área urbana de Montenegro. Antes do cargo, ele atuava como Diretor de Fiscalização de Obras e Posturas no Executivo. Nesta semana, estava de folga para acompanhar o seu Tricolor. Voltaria para casa e a família na sexta-feira.

Segundo informações, o grupo de torcedores que estava com ele em São Paulo seguiu viagem para o Maracanã, já com a passagem e os ingressos comprados para assistir a partida da noite. Dois companheiros ficaram, acompanhando o corpo e aguardando a chegada da esposa de Jackson, Monica, que ainda na manhã de ontem embarcou para a cidade para encaminhar o translado aéreo. O secretário deve ser velado em Montenegro.

É o terceiro titular da pasta a falecer neste mandato
Desde o início do mandato Aldana/Kadu, em 2016, Jackson Santos de Oliveira é a terceira pessoa a ocupar o cargo de secretário de Viação e Serviços Urbanos a falecer. Mano Endres, que havia sido nomeado logo no início do governo, atuou ali por quase dois anos. Ele faleceu em julho deste ano, vítima de uma parada cardiorrespiratória.

Já com Kadu, após o impeachment, Ivan Lopes também ocupou a pasta por um tempo, mas pediu licença por problemas de saúde. Foi quando “Jacó” assumiu. Lopes veio a falecer ainda em novembro de 2018 devido a uma parada cardíaca e complicações decorrentes da diabetes.
Entre Ivan Lopes e Mano Endress, a secretaria ainda esteve sob o comando de Edar Borges, que hoje é secretário de Administração. Por alguns meses, ele acumulou a função junto da Chefia de Gabinete.

Deixe seu comentário