Milho está entre as duas culturas mais afetadas, inclusive no Vale do Caí. Foto: Arquivo Jornal Ibiá

O Proagro (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária) e o Seguro Rural registraram 6.719 comunicados por perdas pela seca no Rio Grande do Sul. Os pedidos dos produtores se concentraram nas perdas no milho (3.662), que representaram 54,5% do total de comunicados do programa. Aas três culturas mais afetadas são milho, soja e uva.

A informação faz parte de levantamento da Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), entre 20 a 24 de janeiro com as companhias seguradoras, com dados do Banco Central. Juntas, a soja e uva somaram 3.057 avisos de pedidos de Seguro ou Proagro.

Foram considerados apenas os avisos em função da seca que assola o Rio Grande do Sul para as três principais atividades com mais solicitações de pedidos. No Rio Grande do Sul, há 103.314 contratos de Proagro para a safra 2019/2020, com valor segurado de R$ 4,64 bilhões. (RE)

Deixe seu comentário