Esse é apenas um dos buracos que preocupa a moradora da rua. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

A montenegrina Luiza Glashorester Machado está preocupada com a situação da calçada em frente à sua residência na rua Capitão Jacinto José Fernandes, no bairro Timbaúva. O problema, segundo ela, segue pelo menos desde 2019 e tem origem nos encanamentos que passam sob a calçada. Pelo menos dois protocolos com a mesma demanda foram abertos com a Prefeitura. E não é apenas um buraco em frente à casa. São diversos. Ela conta que a calçada já foi consertada pelos próprios moradores do local, mas que cai de novo, já que o problema não está na superfície.

“Segue por toda a quadra, tem um buraco em cada esquina e um bem na frente do meu portão. Nem posso usar ele mais. O problema não é nas calçadas, é embaixo, nos encanamentos. Como está tudo oco por baixo, as pessoas nem passam mais pela calçada, passam na rua, por medo de desabar”, desabafa. Já aconteceram acidentes no local, e os vizinhos, além de passarem por dificuldades, ainda saem como culpados pela situação. “No início do ano, em março, eu caí e me machuquei bastante, até tirei foto, e esses dias uma mulher caiu e ficou bem brava, xingou um monte, pois não compreende que não é nossa culpa”, ressalta. Luiza conta que o pai já sinalizou alguns buracos por conta própria a fim de evitar acidentes, mas que a situação segue cada vez pior.

O Ibiá realizou contato via assessoria de imprensa, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno.

 

Deixe seu comentário