Com fim da vacinação, Estado buscará conquistar o status zona livre de aftosa sem vacinação

Na próxima semana – dias 4 e 5 de agosto (terça e quarta) – auditores do Ministério da Agricultura estarão no Rio Grande do Sul para avaliar o cumprimento dos 18 apontamentos para o estado alcançar status de zona livre de Febre Aftosa sem vacinação. Deste total de ações, impostas no ano passado, segundo a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, falta atender apenas duas, e que já estão em fase final de cumprimento. Uma delas é a contratação de 150 auxiliares administrativos, cujas propostas também começam a ser entregues na terça-feira. As vantagens com a retirada da vacinação contra a febre aftosa são basicamente econômicas, especial no que diz respeito a exportação de carne.

Deixe seu comentário