História que alicerçou a pujança do Vale do Caí é revisitada, como no Sobrado Weber, no município de Tupandi. Fotos: Cultivo Comunicação Rural

Turismo. Sucesso do turismo agroecológico servirá para atrair novos parceiros

A Cachaçaria Harmonie Schnaps, em Harmonia, será a plataforma de lançamento de uma nova fase da Rota Sabores e Saberes. O atual presidente, Luiz André Steffen, prefere classificar o evento do próximo dia 18 como “reposicionamento” da atração, em funcionamento desde setembro de 2007. A estratégia é investir em uma comunicação que valorize a identidade agroecológica do roteiro.

Steffen assinala para a busca por novas parcerias e maneiras de atrair t

Roteiro evidencia as qualidades locais da gastronomia, cultura o artesanato

uristas. “Nossa intenção, neste momento, também é ampliar o debate em torno do turismo rural no Vale do Caí”, declara. Em sua ótica, essa é uma região rica em belezas naturais e com agricultura bastante desenvolvida. O evento da contará com a presença de autoridades políticas regionais e estaduais, lideranças ligadas ao turismo, à indústria, ao comércio e a entidades do setor rural.

A aposta é de fato em uma nova fase para todos os empreendedores da Rota, expondo seu pioneirismo em turismo rural na região. Em qualificação, a Sabores e Saberes agrega no mesmo passeio gastronomia e cultura local, em consonância com a agricultura familiar e a produção de alimentos sustentáveis. “Temos a expectativa de que o evento do dia 18 sensibilize o setor público e demais entidades e lideranças para a importância do turismo rural”, enfatiza Steffen.

No evento na noite de segunda-feira será fechado ao público. No ato será apresentada a nova marca da Rota e exibido o novo vídeo institucional, assim como imagens de cada um dos 10 empreendimentos que compõe o roteiro. Os convidados serão recebidos ainda com um coquetel de produtos coloniais produzidos na região.

Culinária baseada na produção local é um grande chamariz aos turistas

A idealização da Rota foi concebida por meio de um trabalho em conjunto do Fórum Regional da Agricultura Familiar do Vale do Caí, em parceria com Emater e prefeituras, Ecocitrus, Ecomorango, Associação dos Pesquisadores de História do Vale do Caí (APHEVAL) e Escola Técnica São João Batista de Montenegro.

Roteiro por quatro cidades
Bom Princípio – Ecosabores, Casa do Artesão Mãos com Arte
Harmonia – Harmonie Schnaps, Horto das Margaridas, Pesque e Pague do Batata
Montenegro – Casa da Atafona, Ecocitrus, Sítio Steffen
Tupandi – Agrofloresta do Inacinho, Sobrado Weber

Como visitar
As visitas podem ser individuais ou em grupo, sendo necessário o prévio agendamento. Como o roteiro é extenso, é impossível de conhecer todos os empreendedores em um dia. A orientação é que o turista escolhe aqueles de sua preferência e agende diretamente com cada um deles (telefones ainda não foram divulgados). Não é necessário usar agência de turismo; mas elas oferecem a comodidade de organizar todo o passeio em um roteiro eficiente. Em Montenegro quem atua na Rota são a Belo Sul e a Estação Turismo.

Deixe seu comentário