Renato Portaluppi é o técnico com mais vitórias na Libertadores. Foto: Divulgação / MF Press Global

Um dos maiores ídolos da história do Grêmio e treinador com mais vitórias na história da Libertadores da América, Renato Portaluppi é um exemplo quando o assunto é mentalidade esportiva. Um dos principais gestores de grupo entre os técnicos do Brasil, Portaluppi utiliza sua vasta experiência no futebol para conquistar seus comandados por onde passa. Foi assim no Grêmio, entre 2016 e 2021, e vem sendo assim no Flamengo, onde o treinador chegou a mais uma final de Libertadores.

Em setembro, Renato se isolou como o técnico com mais vitórias na competição continental, com 50 triunfos, superando as 49 vitórias de Gabriel Uribe. No Flamengo, além de vencer, o técnico também tem a missão de fazer o time convencer, já que conta com um elenco estrelado. Ele chegou ao clube carioca logo após a saída conturbada de Rogério Ceni, que conquistou o título brasileiro em fevereiro deste ano.

Preparador mental de atletas de elite, Lincoln Nunes destaca a evolução de mentalidade e comportamento de Portaluppi. “Renato sempre foi agregador e gestor de grupo. Isso é um fator essencial que abrange a mentalidade e comportamento esportivo. Além disso, ele demonstra aos poucos no Flamengo a evolução no quesito tático, por mais que o Flamengo esteja lotado de estrelas, time nenhum joga sem comando técnico”, comenta.

Lincoln Nunes é preparador mental de atletas de elite. Foto: Divulgação / MF Press Global

Lincoln vem estudando o perfil mental de treinadores vitoriosos e procura um padrão que possa explicar qual seria o nível de desempenho perfeito e o equilíbrio entre gestão técnica e tática entre os jogadores e seus comandantes. “O que o Renato tem se chama Increase Mentality ou, no bom e velho português, mentalidade de crescimento. Esse é um fator que todo atleta e treinador precisa ter”, aponta.

O elenco experiente também ajuda nessa questão, aponta o preparador mental. “A geração de 1985, composta por Diego Alves, Filipe Luis e Diego Ribas — que já se acertam para mais um ano de contrato —, fazem bem ao clube no aspecto técnico e mental. Já passaram por diversas situações na carreira, sabem muito bem gerir o foco e ansiedade da equipe dentro e fora de campo. Isso é ótimo para que o trabalho do treinador saia como o esperado”, declara.

Além disso, outros fatores fora das quatro linhas também influenciam para um trabalho de excelência dentro do campo, como o financeiro ajustado e o respaldo da diretoria.

Deixe seu comentário