2019 pode até ter passado rápido, mas olhando para trás, foi um ano marcado por muitos acontecimentos. O Ibiá inicia nesta terça sua tradicional retrospectiva de final de ano, trazendo as principais notícias que deram o que falar em Montenegro e região. Começamos, hoje, com a editoria Geral, com temas nas áreas de Educação, Saúde, Economia, Cultura e Infraestrutura; e seguimos nos próximos dias com Esporte, Política, Polícia, Interior e Região. Foi um ano e tanto! E será que você lembra tudo o que aconteceu?

Janeiro
Dia 24 – Mau cheiro em Montenegro. Só em fevereiro que a Ecocitrus assumiu a responsabilidade pela situação e esclareceu que o odor era resultado da aplicação de seu biofertilizante sem o tempo de maturação adequado. A organização chegou a abrir as portas para mostrar seus investimentos em prol da resolução. Em dias quentes, porém, o odor ainda é sentido.

Dia 29 – Começa a segunda etapa de revitalização das esquinas da Ramiro Barcelos. Era pra ser entregue em três meses, mas a empreiteira só terminou em meados de julho. A obra ainda foi cercada de reclamações. Muitos apontaram desníveis nas calçadas e outras irregularidades. O secretário de Obras chegou a declarar que só um engenheiro poderia criticar as intervenções; e não a comunidade em geral.

Dia 31 – Confirmado o primeiro caso de Dengue em Montenegro. A pessoa infectada foi uma mulher de 44 anos, moradora do interior. Ela contraiu a doença no Nordeste do país. Com a detecção cedo, os órgãos de saúde puderam agir para a cura.

Fevereiro

Dia 3 – Começam a ser retirados os controladores de velocidade fixos da BR-386, após fim do contrato. Até o momento, a CCR apenas sinalizou os pontos para a operação de radares do tipo móveis. O uso destes, porém, teve a suspensão determinada pelo governo federal. E só agora, em dezembro, um juiz determinar a volta da utilização.

Dia 8 – Prefeitura faz mudanças no edital do transporte escolar. Só poderiam ser utilizados ônibus de, no mínimo, 25 lugares. Houve impugnação e o serviço acabou sendo contratado emergencialmente, mas seguindo as novas regras. Houve atolamentos e outros transtornos.
Ainda começaram a surgir denúncias da precariedade de alguns veículos contratados. Teve ônibus perdendo porta, apagando e, segundo denúncia de vereadores, até incendiando. Com o Legislativo pressionando pela suspensão do contrato emergencial, a Prefeitura reuniu todos os veículos para uma vistoria no Parque Centenário.
O pregão oficial foi suspenso ainda em março. O Município revisou rotas e passou a autorizar veículos menores. A autorização, porém, ainda não alcançava o contrato emergencial vigente, então os problemas seguiram até agosto, quando ele venceu e um novo feito, aí com as adequações.

Dia 18 – Proibido o uso de copos e canudos plásticos nos estabelecimentos comerciais de Montenegro. O descumprimento acarreta em advertência e multa.

Março
Dia 22 – Guarda Municipal faz “ensaio” na RSC-287, coordenando a travessia das crianças entre os bairros Panorama e Rui Barbosa, para a ida à escola. O fato foi criticado pelos vereadores Talis Ferreira e Rose Almeida, que afirmavam não ser de responsabilidade da corporação tal ação. Primeiro o prefeito Kadu Müller defendeu a legalidade do procedimento, mas, após pressão política, concordou com os críticos, decretando até a demissão do chefe da Guarda por causa da atividade.

Dia 8 – Inaugurado o Pronto Atendimento 24 horas da secretaria municipal da Saúde. Um mês depois, dados do HM já mostraram que a demanda em seu plantão diminuiu em 41% com a novidade.

Abril
Dia 16 – Emissão das carteiras de identidade é retomada em fase de testes. Fechado em julho de 2018, o Posto de Identificação de Montenegro foi reaberto. Mas a Prefeitura ainda não cumpriu sua parte no acordo, deixando de ceder um estagiário para a repartição. Sem essa pessoa, o atendimento segue um sistema de fichas de dez lugares por turno, o que gera uma série de transtornos.

Dia 24 – JBS anuncia investimento de R$ 36 milhões em nova fábrica de fatiados em Montenegro. A notícia, confirmado pelo prefeito Kadu Müller, vai de encontro ao plano de expansão da empresa, divulgado em fevereiro, focado em aumentar em 50% a aquisição de frangos da região.

Dia 26 – Novo desmoronamento no Cais do Porto das Laranjeiras. Pouco depois das 22h, um largo trecho da calçada e da via foi abaixo logo no acesso à rua Assis Brasil. Foi o segundo desmoronamento no Cais em menos de um ano, visto que, em agosto de 2018, outro trecho desabou em frente à pizzaria Du Cais. Para arrumar o ponto, a Prefeitura abriu a rua de fora a fora para a troca da rede pluvial, que era muito antiga. O trânsito ficou interrompido até meados de setembro.

Maio
Dia 15 – Mamógrafo do Hospital Montenegro começa a funcionar em fase de testes. O aparelho estava parado desde que foi adquirido, em 2015. Espera foi resultado de uma série de transtornos que levaram o caso ao Ministério Público. O atendimento à população iniciou em junho e, até o início dessa semana, já foram 1.597 exames feitos.

Dia 29 – Começam as obras de recuperação da RSC-287. Trecho de Montenegro está sob a responsabilidade da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) desde 2018. Antes, era do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER). Com as intervenções, que ainda estão acontecendo, motoristas enfrentam pontos de lentidão.

Dia 29 – Montenegro sob o risco de perder a agência da Receita Federal. Reflexo da crise econômica e da falta de funcionários, o governo federal decidiu por fechar a estrutura. Mas um movimento liderado pelos contadores da cidade gerou o acordo de que a Receita poderia ser mantida desde que as despesas fossem pagas pela Prefeitura e não mais a União. Montenegro deve arcar sozinho com os custos, mas ainda está sendo fechado o contrato dessa “parceria”. Por enquanto, o dinheiro segue vindo de Brasília.

Junho
Dia 3 – Inaugurada a Sala do Empreendedor de Montenegro. Iniciativa tem o objetivo de facilitar a abertura de empresas, colocando, em um só lugar, todos os órgãos municipais pertinentes aos primeiros passos dos empreendimentos.

Dia 6 – Ponte na BR-386 é totalmente liberada. A estrutura que marca a divisa entre Montenegro e Nova Santa Rita passava por obras após ter sido interditada pelo Dnit há cerca de dois anos e meio, tendo longo engarrafamentos em horários de pico.

Dia 11 – Fisco atrás de respostas do montenegrino que declarou no Imposto de Renda ter R$ 12 milhões em espécie guardados em casa. O cidadão foi a figura principal de uma investigação batizada de “Operação Tio Patinhas”. O indivíduo havia se enganado no momento da declaração.

Julho
Dia 1º – Tarifas de ônibus urbano subiram 11,93%. A justificativa da Viação Montenegro foi a mesma de anos anteriores: as gratuidades e os custos de operação. A empresa disse que, se a Prefeitura deixasse de cobrar ISSQN e Fundo Municipal de Transportes, as passagens reduziriam para R$ 3,75. O Executivo prometeu estudar o impacto dessa isenção, sem garantias. As passagens intermunicipais também subiram, em 6,66%.

Dia 24 – John Deere anuncia ampliação da fábrica de Montenegro. Não foram divulgadas datas. O projeto faz parte do plano de expansão da empresa.

Agosto
Dia 13 – Prefeitura promove operação tapa-buracos nas laterais da RSC-287. As intervenções foram autorizadas pelo governo estadual. Em dezembro, porém, os buracos já tinham reaparecido.

Dia 20 – Posto de Saúde do Parque Centenário é reinaugurado. Obras de ampliação tinham sido iniciadas em 2014 mas, por três vezes, empresas contratadas para sua realização acabaram se desligando, alegando dificuldades financeiras. A expectativa pelo retorno era grande na comunidade.

Dia 21 – Anunciado o restauro da Casa do Maquinista, no complexo da Estação da Cultura. Braskem, deve assumir a restauração do espaço.

Dia 28 – Obra polêmica na rua Olavo Bilac. Trecho entre a Capitão Porfírio e a Capitão Cruz ficou fechado por mais de 40 dias para intervenções na pavimentação e na rede de água, gerando diversos transtornos para moradores e comerciantes. Originalmente, a previsão de liberação era de dez dias.

Dia 30 – Empresa norte-americana compra parte do Grupo Vibra. 40% da divisão de alimentos da montenegrina foi adquirida pela Tyson Foods. Os valores não foram divulgados.

Dia 31 – Café da Estação da Cultura é reinaugurado. Espaço gastronômico estava fechado desde 2015. A empresa Pedacinho do Céu assumiu o estabelecimento.

Setembro
Dia 5 – EGR devolve projeto das rótulas da RSC-287 para a Prefeitura, mas diz que não há dinheiro para as obras. Município disse que tentará buscar recursos de outras fontes, com expectativa de construção para 2021. No meio disso, surgiram tratativas para uma possível concessão da rodovia para a iniciativa privada, o que, em tese, abarcaria a obra, mas, também, a construção de um pedágio.

Dia 9 – Sete empresas assinam protocolo de interesse na instalação no Polo da Química de Montenegro. Todos da Região Metropolitana.

Dia 20 – Tradicionalistas organizaram protesto durante o Desfile Farroupilha, reivindicando uma programação “de verdade” para a época, com s eventos no Parque Centenário e mais incentivos.

Dia 23 – Começam as obras do pedágio de Montenegro, na BR-386. O Grupo CCR assumiu a federal. Hoje, a praça está com a estrutura física pronta e deve iniciar a operação em fevereiro próximo. A comunidade de Volta do Anacleto, perto do pedágio, luta para não ter sua principal via de acesso bloqueada pela instalação. Moradores já fizeram audiências públicas, mas não devem ter a reivindicação atendida. O Município estuda construir nova via alternativa.

Outubro
Dia 7 – Eleições do Conselho Tutelar. 3.320 eleitores foram às urnas em Montenegro para eleger os dez conselheiros que vão assumir no início do próximo ano. Leila Oliveira, Leila Ternes, Marcelo Claro, Marcos Gehlen e Cinara Alves foram os escolhidos.

Dia 24 – Caso de meningite bacteriana é confirmado na Escola Estadual Manoel de Souza Moraes, em Montenegro. A criança infectada passou por tratamento e passa bem.

Novembro
Dia 18 – Professores estaduais entram em greve. Classe iniciou e continua a lutar contra projeto do governo estadual que revisa o plano de carreira do Magistério. Além disso, educadores seguem recebendo salários de forma parcelada.

Dia 24 – Concurso Público da Prefeitura de Montenegro. Quase cinco mil candidatos realizaram as provas para 17 cargos na Administração Pública. As notas já foram divulgadas no dia 16 de dezembro e, com a prova de títulos, os resultados finais saem na segunda quinzena de janeiro.

Dia 27 – Viação Montenegro suspende linhas universitárias para 2020. A decisão causou indignação entre os usuários, que acionaram a Associação Gaúcha dos Estudantes e querem respostas da Metroplan. Na última semana foi anunciada a manutenção das linhas. E neste dia 23, a Fundação prometeu à Associação que irá avaliar a manutenção dos serviços. Até o final de janeiro de 2020, a Associação apresentará uma pesquisa com números de usuários e rotas de linhas.

Deixe seu comentário